conecte-se conosco

Ciência e Saúde

Doenças cardiovasculares aumentam em 30% a 40% durante o inverno

Médico João Zattar ressalta cuidados que os pacientes devem ter para evitar as doenças cardiovasculares, abrangendo hidratação, exercício físico e alimentação

Publicado

em

Aumento da ingestão calórica, diminuição de exercícios físicos, queda do metabolismo e da ingestão de água com aumento da pressão arterial motivam enfermidades

Com o inverno e as temperaturas mais frias em Paranaguá e no litoral, a incidência de doenças cardiovasculares aumentam de 30 a 40% para pessoas em diversos grupos de risco. De acordo com o Instituto Lado a Lado pela Vida, a estimativa é que a cada 10ºC de queda na temperatura haja um aumento de 7% no índice de infartos, principalmente quando os termômetros alcançam marcas inferiores a 14ºC. O médico João Felipe Zattar Aurichio explica o que motiva este aumento, algo que passa pelo registro de alta da pressão arterial, aumento de ingestão de calorias na dieta, redução de exercícios físicos por causa do frio, somado à redução da ingestão de água e do metabolismo.

"As doenças cardiovasculares aumentam em até 30 a 40% a incidência no inverno. A explicação disso se deve a aspectos multifatoriais: aumento da ingestão calórica na dieta, diminuição da prática de exercícios físicos, queda do metabolismo, diminuição da ingestão de água e aumento da pressão arterial. Perceba que interessante, no frio, a queda da temperatura faz com que nosso corpo adote medidas para prevenir a perda de calor. Sendo assim, uma das formas é fazendo a vasoconstrição, ou seja, a diminuição do calibre dos vasos sanguíneos. No entanto, isso causa um aumento da pressão arterial, o que culminará em uma descompensação da saúde do coração", afirma o médico João Zattar.

Segundo o médico, há diversos fatores de risco para doenças cardiovasculares, gerando risco de infarto e o derrame cerebral, sendo que eles são os mesmos presentes no inverno e no verão. "Dentre eles, temos obesidade, sedentarismo, hipertensão, diabetes, problemas renais crônicos, tabagismo e pessoas com problemas de colesterol. Todos esses fatores auxiliam na formação de placas de aterosclerose nas artérias, as quais poderão entupir, causando um evento isquêmico, como o infarto agudo do miocárdio ou acidente vascular encefálico", detalha.

Estimativa é que a cada 10ºC de queda na temperatura haja um aumento de 7% no índice de infartos (Foto: Divulgação)

Há sintomas que alertam o paciente sobre a ocorrência da enfermidade. "As doenças cardiovasculares, em sua maioria, possuem sintomas agudos, ou seja, repentinos. Por exemplo, no infarto o paciente pode ter dor no peito com irradiação para mandíbula, formigamento no braço esquerdo e sudorese. Já no AVC, pode ocorrer a paralisia súbita de um dos braços ou pernas ou de um dos lados da face. No entanto, devemos estar atentos sempre às doenças que não têm sintomas, as doenças assintomáticas, como hipertensão, hipercolesterolemia e problemas renais. Por essa razão é importante realizar os exames de rotina, principalmente nessa época de inverno", explica Zattar.

CUIDADOS PARA NÃO SER VÍTIMA DA DOENÇA

Segundo o médico, além dos exames de rotina com médicos, os pacientes podem tomar alguns cuidados para não ser vítimas das doenças cardiovasculares. "As pessoas devem intensificar a hidratação, que para alguém com peso de 70 quilos, pode ser de 2 a 2,5 litros de água por dia. Além disso comer de três em três horas em pequenas porções, diminuir o teor de sal, gordura e massas brancas na comida, bem como praticar exercícios físicos no período das 10h às 18 horas, em que a temperatura está mais agradável", ressalta.

De acordo com o profissional, o fato de Paranaguá apresentar um inverno mais ameno ajuda a reduzir a incidência de doenças cardiovasculares, visto que as temperaturas não caem tanto quanto em Curitiba e outros locais do Paraná, por exemplo. "Mas, mesmo assim, somos afetados por isso. Portanto, as orientações são as mesmas que damos para as populações de locais mais frios, como Curitiba", destaca o médico João Zattar, disponibilizando o seu contato via WhatsApp pelo telefone (41) 99134-8913 para orientação e sanar dúvidas dos pacientes.

Continuar lendo
Publicidade

Em alta

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.