conecte-se conosco

Ciência e Saúde

Cobertura vacinal contra a gripe aumenta no País

Apenas 72,6% das crianças no Paraná foram vacinadas (Foto: AEN)

Publicado

em

Abertura da campanha a todos os públicos intensificou a procura nas unidades de Paranaguá

Com a abertura da campanha de vacinação contra a gripe para todos os públicos, as doses estão sendo bastante procuradas nas unidades de saúde em Paranaguá. As doses serão disponibilizadas até o fim do estoque, sem prazo para término da campanha. De acordo com o Ministério da Saúde, o vírus H1N1, que pode ser prevenido com a vacina, já provocou 66% das mortes por gripe em 2018.

No litoral do Paraná, Antonina e Morretes são os municípios com maior cobertura vacinal (cerca de 100%), seguido de Guaraqueçaba e Guaratuba (em torno de 93%), Matinhos (91%), Pontal do Paraná (89%) e Paranaguá (70%).

Durante a campanha, iniciada em 23 de abril, 2,7 milhões de doses foram aplicadas no Paraná entre as populações-alvo determinadas pelo Ministério da Saúde, como divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde do Paraná (Sesa). Com isso, o Estado garantiu um índice de cobertura vacinal de 89,6%, acima da média nacional, de 83%.

Em todo o País, 86,1% do público-alvo da campanha se vacinou contra a gripe, sendo que a meta é de 90%. Entre o públicos prioritário estão pessoas acima de 60 anos, gestantes, puérperas (mulheres em até 45 dias depois do parto), crianças de seis meses a quatro anos, profissionais de saúde, indígenas, portadores de doenças crônicas, população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional e professores de instituições públicas e privadas. As doses remanescentes da vacina começaram a ser disponibilizadas ao público em geral no Paraná a partir de segunda-feira, 25.

Para o secretário de Estado da Saúde, Antônio Carlos Nardi, o resultado foi positivo no Paraná. “Queremos aplicar todas as vacinas contra a gripe que recebemos para a campanha. Quem não se vacinou pode procurar os postos e verificar se há vacinas disponíveis”, explica o secretário.

CRIANÇAS E GESTANTES PREOCUPAM

Segundo o Ministério da Saúde, crianças e gestantes tiveram a menor cobertura vacinal contra a gripe, 73,2% e 73,4 respectivamente. São 3,3 milhões de crianças e 574,3 mil gestantes que deixaram de se proteger contra a gripe.
No Paraná, a cobertura vacinal relacionada a estes públicos também poderia ser melhor se considerados os riscos da doença. Entre as gestantes, 75,5% foi vacinada e entre as crianças, 72,6%. 

*Com informações da Sesa e Ministério da Saúde.
 

Continuar lendo
Publicidade

Em alta