conecte-se conosco

Centro de Letras

Joia da Coroa

Caetano Munhoz da Rocha e os republicanos fariam uma grande festa de inauguração, com várias autoridades políticas e intensa participação popular.

Publicado

em

Há seis meses eu apresentei o chafariz instalado na Praça Mário Roque, explicando seu pertencimento ao importante grupo de obras de arte em ferro fundido – valorizado em grandes cidades do Ocidente – e mostrando ser oriundo da mais famosa fundição artística do mundo, a Val d’Osne.  Além disso, afirmei ser possível acessar a modernização de Paranaguá através do chafariz, pois fora importado da França para coroar a transformação urbana realizada pelos republicanos no início do século XX.

De março até hoje eu venho fazendo isso, ou seja, discutindo a urbanização parnanguara (realizada ao molde burguês e seguindo o modelo de Haussmann, prefeito e reformador Paris) e como isso afetou a vida dos indivíduos.

A questão da água encanada nasceu dentro de uma discussão maior sobre salubridade urbana e saúde dos munícipes. Lixo, esgotos a céu aberto, latrinas, água paradas e hábitos insalubres não seriam mais aceitos pelo Estado, pois representavam riscos à coletividade. O discurso médico moldaria as individualidades, banindo diversos costumes.

O desejo por água potável encanada em Paranaguá apareceu no final do século XIX e sua concretização foi incrivelmente complicada, exigindo diversos editais, troca de empresas, ajustes nos contratos e vários adiamentos, além dos problemas enfrentados durante as obras. Após tanta demora, prefeitura e empresa concordaram em iniciar a disponibilização da água encanada mesmo antes da inauguração oficial, tanto com pontos de acesso público, quanto com as instalações residenciais. Deste modo, no final de 1913, além dos chafarizes coletivos em alguns pontos da cidade, mais de 200 residências contavam com o serviço.

Caetano Munhoz da Rocha e os republicanos fariam uma grande festa de inauguração, com várias autoridades políticas e intensa participação popular. O astro do dia seria o belo chafariz trazido da França.

Por Alexandre Camargo de Sant’Ana

Continuar lendo
Publicidade

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.