Connect with us

Caos Ferroviário

Lei municipal poderá multar RUMO em R$ 20 mil por dia por transtornos

Presidente da Câmara, vereador Marcus Elias Roque, parabenizou Folha do Litoral News pela série de reportagens “Caos Ferroviário”

Publicado

em

O caos ferroviário instalado em Paranaguá pela RUMO, com passagem e manobra dos vagões em horários de pico, gerando filas de espera de condutores, ciclistas e pedestres por mais de 40 minutos, bem como poluição sonora aos moradores no entorno da linha férrea, está gerando um alinhamento do Executivo e Legislativo para cobrar da empresa um maior respeito à sociedade local. De acordo com o presidente da Câmara Municipal, vereador Marcus Elias Roque, uma Lei de sua autoria entrou em vigência em 2017 e pretende acabar com o fluxo ininterrupto de trens em horário de pico, com possibilidade de multar a RUMO em R$ 40 mil por dia em caso de não criar horários fixos fora do período de maior fluxo na Avenida Roque Vernalha.

“Todos sabem que o problema na linha férrea em Paranaguá vem de muito tempo, sem que nada seja resolvido em prol da população. Por isso, neste ano de 2017, quando passamos a viver um novo tempo em Paranaguá, um tempo de ações firmes e voltadas para o povo e não voltadas ao interesse de grandes empresas, estamos agindo no sentido de dizer que a cidade vai tratar com pulso firme situações que antes eram amenizadas com discursos vazios e falsas promessas”, comenta Marcus Elias Roque. 

Segundo ele, não “se pode mais admitir que a população, em pleno ano de 2017, seja refém do trem de carga, o qual gera benefícios somente para a empresa concessionária e seus clientes”, comenta. Com isso em mente, o vereador disse haver a necessidade de um posicionamento claro dos governantes municipais para obter uma cidade mais limpa, livre de poluição e com mobilidade urbana. Por isso, o vereador foi autor de uma Lei, já aprovada pela Câmara e sancionada pelo prefeito Marcelo Roque, que permitirá à Prefeitura multar a RUMO em R$ 40 mil por dia em caso de fluxo de trem nos horários de pico na Avenida Roque Vernalha.

 

MULTAS JÁ PODEM SER APLICADAS EM NOVEMBRO 

“No caso de a empresa impedir o trânsito pela linha férrea na Avenida Roque Vernalha nos chamados horários de picos ou deixar de informar à população os horários em que a linha estará ocupada nos demais horários, a prefeitura poderá multar a RUMO em R$ 20 mil por dia, ficando a critério do município o valor da multa”, afirma Marcus Roque. “A lei municipal está em vigor e as multas passarão a ser aplicadas já a partir do mês de novembro, uma vez que foi dado um prazo para a empresa se adequar”, complementa.

O vereador Marcus Roque destacou que todos os vereadores aprovaram a Lei, ou seja, o entendimento de que a RUMO deve ser cobrada pelos transtornos feitos em Paranaguá foi unânime no Legislativo. “Este assunto precisa ser tratado de forma mais firme junto a quem desrespeita o povo de Paranaguá. Lembro que a Lei tem minha autoria, mas ela pertence à Câmara Municipal de Paranaguá e seus 19 vereadores.
 

EXECUTIVO E LEGISLATIVO

“O Executivo e o Legislativo, respeitando a independência dos poderes, estão tendo uma união no sentido de cobrar de empresas concessionárias que venham a deixar a desejar nos serviços prestados. Estamos irmanados em fazer de Paranaguá uma cidade para os parnanguaras e não uma cidade que se adeque aos interesses comerciais das empresas que aqui se instalam. Queremos empresas parceiras do município e não predadoras”, explica o presidente Marcus Elias Roque.

 

REPORTAGENS 

De acordo com o presidente do Legislativo, vereador Marcus Elias Roque, a Folha do Litoral News, com a série de reportagens “Caos Ferroviário”, demonstra que se encaixa como uma empresa parceira de Paranaguá. “Ao fazer este importante trabalho jornalístico ela reafirma sua condição de líder de mercado e de ótima aceitação junto à população. Por isso, quero aqui enaltecer o trabalho da equipe de jornalismo da Folha do Litoral News que se destaca ao desempenhar um jornalismo sério, comprometido e que busca a melhoria da cidade em suas mais diferentes áreas. Parabéns à chefe de redação, Aline Benvenutti, e a todos os jornalistas que compõem a equipe da Folha do Litoral News”, completa. 

 

RUMO 

Segundo Marcus Elias Roque, até o momento, a RUMO não se posicionou oficialmente ao Legislativo sobre a Lei, porém ele destaca que espera que a empresa venha a ser parceira da cidade. 

Continuar lendo