Logotipo

Agricultores familiares de Paranaguá recebem novos equipamentos

24 de julho de 2018

O secretário estadual da Agricultura, George Hiraiwa, falou sobre a força do associativismo na região (Foto: AEN)

Compartilhe

Cerca de 40 agricultores ligados à Associação dos Produtores Rurais de Paranaguá (Aprumpar) foram beneficiados com a entrega de equipamentos do Programa Mais Renda no Campo. A solenidade aconteceu em Paranaguá na segunda-feira, 23, na Colônia Maria Luiza.

Entre os benefícios, estão equipamentos de informática, agroindústria coletiva, agroindústria individual, biodigestor individual, equipamentos agrícolas, grade agrícola individual, batedeira de cereais individual, corretor de solo, esterco orgânico e adubo químico. O objetivo é ampliar a oferta e a diversificação, além de agregar valor aos produtos da agricultura familiar.

O Programa Mais Renda no Campo é executado pelo Departamento de Segurança Alimentar e Nutricional (Desan) da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento, por intermédio do Fundo Estadual de Combate à Pobreza.

O secretário estadual da Agricultura, George Hiraiwa, falou sobre a força do associativismo na região. “Estou orgulhoso de ver essa organização. É preciso fortalecer o associativismo, sonhar em formar uma cooperativa. Se nós acreditarmos e nos unirmos, vamos conseguir promover mais desenvolvimento e atrair os jovens para a agricultura”, disse.

Segundo a diretora do Desan, Valéria Nitsche, o edital garante materiais essenciais para aumentar o potencial dos produtos agrícolas. “Esse projeto promove mais qualidade de vida e geração de renda às associações, além de desenvolvimento local”, diz.

No mesmo edital, o litoral teve mais dois projetos aprovados, um em Antonina e outro em Pontal do Paraná. “É a primeira vez que o litoral é contemplado em um edital como esse, o que representa muitos benefícios para os agricultores”, afirmou Valéria.

Para o diretor-presidente do Emater, Richard Golba, a parceria é um grande exercício de organização rural coletiva. “Isso é uma estratégia para superar desafios. Por trás dos insumos, o que realmente vai garantir desenvolvimento é a capacidade dos agricultores de ajustar as diferenças em torno das suas convergências e conseguir produzir mais, com mais qualidade, poder disputar esse mercado competitivo”, disse.

O gerente regional do Emater no Litoral, Satoshi Osmar Nonaka, explica que a associação de Paranaguá é a mais organizada do litoral, e que isso foi fundamental para o sucesso da parceria. O Instituto colaborou na elaboração do projeto em conjunto com a prefeitura e a Secretaria da Agricultura.

“Esperamos que essas parcerias continuem, visando a promover a agricultura familiar do município”, disse o prefeito de Paranaguá, Marcelo Roque.

Prefeito Marcelo Roque, secretários e autoridades estaduais participaram da solenidade na Colônia Maria Luiza (Foto: AEN)

AGROINDÚSTRIAS

O líder comunitário e presidente da Associação dos Produtores Rurais de Paranaguá, Guiomar Serafim, diz que a região tem entre 13 a 15 agroindústrias que processam alimentos destinados à merenda escolar pelo Programa Nacional de Merenda Escolar (PNAE), todas de pequeno porte e oriundas da Agricultura Familiar, e que estavam sem capital necessário para fazer os investimentos que necessitam. “Por isso, os equipamentos repassados vão agilizar a produção e aumentar a qualidade desses produtos”, diz.

O adubo orgânico e do calcário, insumos que corrigem a acidez do solo, também vão alavancar o aumento da fertilidade das famílias beneficiadas, já que são produtos caros para o pequeno produtor. As agroindústrias beneficiadas produzem farinha de mandioca, produtos de panificadora derivados do aipim, milho-verde, abóbora e doces.

PROGRAMA

O Programa busca apoiar financeiramente projetos técnicos de organizações formais da agricultura familiar, alinhados à Política de Segurança Alimentar e Nutricional, com foco na redução da pobreza, das desigualdades sociais e na agregação de renda para agricultores residentes em 267 municípios do Paraná.

AEN

Colunistas