Connect with us

Voz do Rocio

Paciência

Nem sempre a gente consegue ter paciência. Esperar, às vezes, chega a ser doloroso.

Publicado

em

Nem sempre a gente consegue ter paciência. Esperar, às vezes, chega a ser doloroso. Isso mesmo: esperar gera inquietação, angústia, chateação e a sensação de que estamos perdendo tempo. Ainda mais hoje, quando tudo funciona através de botões, computadores, meios eletrônicos e ágeis. Quando algo não funciona, gera revolta, reclamação. Você já viu quando alguém está ligando o computador e ele resolve ficar lento, o que acontece? Revolta. Somos a geração da agilidade, da correria, do querer tudo “para ontem”.

Agora veja uma coisa: esse frenesi, essa agitação, essa falta de paciência interfere em nossa relação com Deus. Quantas vezes você mesmo ficou meio diferente com Deus só porque fez um pedido e ainda não foi atendido? Quantas vezes, diante de algum desafio na sua vida, você se achou a pessoa mais abandonada por Deus? Quantas vezes, diante de um fato inesperado e desafiante, você chegou a pensar que foi um “esquecimento” de Deus em relação a você? Tudo falta de paciência, de oração, de sintonia e, principalmente, de confiança. Esperar é confiar! Só tem esperança quem sabe confiar. Confiar, esperar, orar, silenciar!

Sabe aquilo que você está esperando de Deus para sua vida? Sabe aquela graça que você pediu e ainda não veio? Confie! Será um grande presente de Deus. Ele está preparando com carinho porque é algo especial, não é? E quando é assim, não pode ser entregue de qualquer jeito. É um presente que vem com a beleza e a delicadeza do Pai. Tenha calma. Tenha paciência. Existe um momento para cada coisa em sua vida. E, afinal de contas, Ele disse certa vez: “Não se perturbe o vosso coração. Tenha Fé!” E outra vez Ele disse também: “Eis que estarei com você todos os dias, até o fim dos tempos”. Portanto, viva cada dia com a intensidade que ele merece e siga em frente, com alegria e esperança. Deus sabe das suas necessidades. Ele sabe tudo. O presente que Ele tem para você é maravilhoso e virá com a beleza do Alto, no momento certo. Enquanto esse momento especial não chega, vá desembrulhando (e agradecendo!) os outros presentes, menores talvez, mas também especiais. Nesse começo de ano, vamos pedir coisas, claro. Precisamos de bênçãos. Mas vamos aprender a agradecer por tudo que já temos. Feliz 2020.

 

Pe. Dirson Gonçalves, CSsR

Reitor do Santuário

[email protected]

 

Continuar lendo