Connect with us

Caos Ferroviário

Em busca de solução, prefeito se reúne com a RUMO

Representantes da RUMO se comprometeram em trazer respostas à prefeitura em nova reunião na quarta-feira

Publicado

em

Prefeito Marcelo Roque quer uma solução imediata para garantir o direito de ir e vir da população parnanguara

Com a intenção de garantir uma solução ao direito de ir e vir do povo parnanguara, o prefeito Marcelo Roque recebeu na segunda-feira, 23, representantes da RUMO no Palácio São José. Na Câmara, o vereador Marquinhos Roque elaborou uma Lei, ora sancionada, que impede a obstrução das linhas férreas em horários de constante movimento. O não cumprimento desta acarretaria em multa à concessionária responsável pelo serviço ferroviário.
Durante a discussão, Marcelo Roque solicitou uma posição da empresa, pois há anos os cidadãos sofrem em virtude de tal situação. Segundo o prefeito, as 72 mil pessoas que passam pela Avenida Roque Vernalha diariamente, não podem mais ser prejudicadas.

“Paranaguá escoa toda a riqueza que por aqui passa, mas fica somente com o ônus. Esta situação reflete diretamente na qualidade de vida dos moradores e nós não admitimos isto. Em Gravataí, no Rio Grande do Sul, existe um TAC que soluciona o problema que enfrentamos hoje”, comentou.

O vereador Nilo Monteiro explicou que a Lei aprovada na Câmara de Vereadores já está em vigor. “A RUMO tem até o dia 2 de novembro para se adequar. Nós estamos zelando pelo bem da nossa cidade que tanto sofre com casos como estes”, disse. O vereador Edu relatou que os problemas com o tráfego, por conta do serviço ferroviário em horários de pico, também afetam outras regiões da cidade. “Os moradores na Santa Rita também sofrem com a situação. Nós não queremos interferir no trabalho da RUMO, mas a empresa também não pode interferir no dia a dia da cidade”, desabafou. O vereador Tucano também participou da reunião. 
Um novo encontro está marcado para a quarta-feira, 1.º. Os representantes da RUMO se comprometeram em fornecer respostas à prefeitura neste novo momento de discussão. 

 


Leia mais…

População aguarda solução para manobras da RUMO

MPPR está investigando poluição sonora da RUMO em Paranaguá

População reclama das manobras da RUMO em horário de pico e pede solução


 

SOBRE A LEI

A Lei permite que a Prefeitura de Paranaguá multe a RUMO quando não houver o devido cumprimento. Segundo o decreto, a empresa estará sujeita à cominação de multa no valor de R$ 20 mil para cada ato de obstrução da via. Além disso, a Rumo ALL deverá dar publicidade sobre todos os demais horários que pretende realizar suas atividades, além do tamanho da composição e estimativa de tempo em que a via pública permanecerá interditada. Caso contrário, será aplicada uma multa de R$ 10 mil.
A Secretaria Municipal de Urbanismo e Gestão Fundiária fará a fiscalização e a aplicação das penalidades, por meio de um auto de infração. Após a publicação do Decreto que acontece nesta noite, a RUMO contará com 10 dias para se enquadrar aos termos.

Da Secretaria de Comunicação da Prefeitura de Paranaguá
Foto: Rafael Pinheiro

Continuar lendo