conecte-se conosco

Polícia

Tumulto em cela gera isolamento e pente-fino na carceragem da 1.ª SDP

Operação padrão foi realizada no local após acionamento pela Polícia Civil e Depen.

Publicado

em

Nesta segunda-feira, 19, um princípio de tumulto foi registrado na carceragem da 1.ª Subdivisão Policial de Paranaguá (1.ª SDP), onde presos de uma ala teriam isolado um dos detentos de outro setor, impedindo-o de tomar café da manhã devido a um atrito com o indivíduo.

A carceragem neste mês começou a ser Departamento Penitenciário (DEPEN) da Secretaria Estadual da Segurança Pública e Administração Penitenciária. Após a ocorrência e tumulto contido pelo DEPEN e a Polícia Civil, foi também acionado apoio da PM no local, para realização de operação padrão de isolamento das ruas nos arredores, bem como para uma operação pente-fino na carceragem para possível localização de celulares e objetos que possam colocar em risco a integridade dos presos e policiais.

Segundo o tenente Corrêa, da PM, o 9.º Batalhão da Polícia Militar, com equipes da ROCAM e ROTAM, foi acionado para dar apoio à Polícia Civil na carceragem. "Havia um pequeno tumulto em uma das celas, onde no momento de entrega do café da manhã, um deles foi impedido de comer com os demais detentos. Para impedir isso, a PM veio ao local para garantir os direitos fundamentais deste preso, aproveitando para fazer um bate-grade, um pente-fino na delegacia, para verificar se há celulares ou equipamentos que possam ferir aquele preso e garantir a segurança de todos os policiais", completa. "A gente pode garantir à população que ela não corre tipo de risco algum. Esta é uma operação padrão da PM apenas para garantir que não haja riscos", destaca.

A PM deslocou equipes preparadas para a ocorrência de intervenção em carceragem de presos. Todo o entorno da delegacia foi isolado na operação, com apoio do Corpo de Bombeiros e da Guarda Civil Municipal (GCM), durante a manhã e a tarde de segunda-feira, 19.

BATE GRADE

Por volta das 11h, a PM, com apoio de policiais da ROCAM e ROTAM, realizou o "bate grade", que é uma operação de vistoria em todas as celas para revista dos detentos e apreensão de possíveis celulares e objetos que possam colocar em risco a integridade dos presos e dos agentes penitenciários. Durante a manhã e tarde, o clima era de tranquilidade na carceragem da 1.ª SDP, sem gritos de presos ou qualquer manifestação, como ocorre no caso de rebelião. Nenhuma fuga foi registrada na carceragem durante toda a ação.

Continuar lendo
Publicidade