conecte-se conosco

Polícia

Suspeito invade oficina e acaba morto

Dono da oficina foi encaminhado à 1.ª Subdivisão Policial de Paranaguá, onde foi ouvido como vítima de tentativa de roubo e liberado

Publicado

em

Na manhã de terça-feira, 27, um homicídio foi registrado em uma oficina de molas de caminhões na Avenida Senador Atílio Fontana, Vila São Carlos, em Paranaguá. A vítima foi Fabiano Alves, também conhecido por “Binho”, de 36 anos, o qual teria invadido o local para praticar um furto, quando foi surpreendido pelo proprietário, um rapaz de 28 anos.

Conforme a ocorrência, por volta das 6 horas, uma equipe da Polícia Militar foi acionada, via Copom (Central de Operações Policiais Militares), para verificar uma situação de lesão corporal, mas na chegada ao local encontrou Fabiano sem sinais vitais. Na oficina se encontrava o proprietário, o qual relatou que estava dormindo, quando ouviu um barulho e foi em direção ao local de onde vinha o som, flagrando um indivíduo que teria entrado por um buraco no telhado.

O rapaz disse que estava escuro e o invasor partiu para agressão e os dois entraram em luta corporal. A briga teria durado alguns minutos e, quando o suspeito tentou estrangulá-lo, conseguiu pegar um macaco hidráulico que estava no chão e desferiu um golpe na cabeça dele.

Segundo o empresário, mesmo assim, a luta continuou por mais alguns minutos, até que o suspeito acabou caindo desfalecido. Uma equipe do Samu também esteve no local e confirmou o óbito de Fabiano. Após a perícia criminal, o corpo foi recolhido pelo Instituto Médico Legal (IML) para exames complementares.

O dono da oficina foi encaminhado à 1.ª Subdivisão Policial de Paranaguá, onde foi ouvido em inquérito policial como vítima de tentativa de roubo e liberado. Segundo a polícia, Fabiano tinha passagens por tráfico de drogas, roubo e furtos.

 

DROGAS

Em contato com familiares, eles informaram que Fabiano, o qual residia no bairro Labra, era dependente químico e que, por causa do vício, praticava furtos. “Ele já tinha sido internado uma cinco vezes, mas nunca conseguiu se livrar das drogas”, informou um irmão.

O homem contou que há dois anos Fabiano ficou um tempo sem usar drogas, mas no final do ano passado teve uma recaída. “No tempo em que ficou longe das drogas ele arrumou emprego e estava bem, mas acabou entrando novamente nessa vida e agora aconteceu isso”, disse.

Segundo o irmão, Fabiano deixou uma filha de um ano.

Publicidade






Em alta

plugins premium WordPress