Connect with us

Polícia

Soldado da PM salva bebê de oito dias pelo 190

Com rapidez e preparo, Luiz Henrique passou todas as instruções por telefone para o pai da criança.

Publicado

em

Na madrugada de quarta-feira, 12, o soldado e rádio-operador da Polícia Militar do Estado do Paraná, em Pontal do Paraná, Luiz Henrique de Souza Bueno, recebeu pelo 190 um pedido de atendimento inusitado. Um pai estava do outro lado da linha desesperado pelo afogamento do seu bebê de apenas oito dias.

O soldado contou que a ligação aconteceu pela central de atendimento 190.

“Estávamos em serviço na madrugada de quarta-feira, quando por volta da 1h40 recebemos uma ligação na nossa central de atendimento 190, quando o pai de uma criança em tom de desespero informava que o seu bebê estava desacordado, provavelmente afogado com leite materno. É uma situação atípica, a gente é acostumado a situações de furto, roubo e ocorrências diversas e, quando nos deparamos com isso, ficamos meio chocados. Normalmente, este tipo de ocorrência é mais comum para bombeiros e não para os policiais militares”, explicou Luiz Henrique.

A ocasião surpreendeu o policial que tentou ajudar o pai da criança, que rapidamente seguiu as instruções. “Foi tudo muito rápido, o pai informava que a filha estava desacordada, sem respirar, então perguntei se ele já havia feito algum procedimento ou alguma coisa para reverter a situação, e ele me disse que não, que não sabia o que fazer e me pediu ajuda. Comecei a passar para ele o que aprendemos no treinamento que a gente tem. Enquanto eu conversava com ele, ele repassava as instruções para uma outra pessoa, que provavelmente era a esposa dele que estava com a criança no colo. Houve uma pausa na ligação de alguns segundos e eu escutei que a criança chorou. Perguntei se tinha dado certo e ele confirmou que sim”, relatou o soldado Luiz Henrique.

Pai de uma menina de nove anos, o soldado se solidarizou com o momento de agonia do pai do bebê. “Sou pai, minha filha tem nove anos e, nesse momento, a gente vê o desespero do pai do outro lado da linha um pai te pedindo ajuda e, pelo telefone, temos que passar tudo o mais perfeito possível para ter sucesso naquela operação. Quando escutei o choro da criança do outro lado, deu um alívio, porque soube que deu certo. Posteriormente o orientei a procurar o Samu, pelo 192, para um atendimento mais técnico”, declarou Luiz Henrique.

O policial atua em Pontal do Paraná, mas a ligação partiu do bairro Jardim Iguaçu, em Paranaguá. “Provavelmente isso aconteceu pelo congestionamento das linhas da cidade e a ligação acabou caindo em Pontal do Paraná”, esclareceu Luiz Henrique.

TREINAMENTO

O soldado contou que, durante sua formação, recebeu um treinamento específico para agir corretamente em situações como essa. “Durante o nosso curso de formação de soldado, nós temos a matéria de atendimento pré-hospitalar, juntamente com o Corpo de Bombeiros, para a gente saber o que fazer nessas situações de afogamento, acidente etc. Nunca esperamos por isso no 190, por isso quando cai para nós, temos que fazer tudo muito rápido por se tratar de uma criança de apenas oito dias do outro lado da linha e cada segundo era precioso naquele momento”, destacou Luiz Henrique.

Essa foi a primeira vez que o soldado pôde ajudar uma criança pela central de atendimento desde que entrou para a polícia. “Tenho sete anos de polícia, mas uma situação de afogamento de criança muito nova com leite materno, como esta, foi a primeira vez. Um dos pilares da Polícia Militar é preservar vidas e fazemos de tudo para isso, ainda mais de uma criança de oito dias que tem muita vida pela frente e com muita saúde, se Deus quiser”, concluiu Luiz Henrique.

Continuar lendo
Publicidade

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.