conecte-se conosco

Polícia

Receita Federal e Polícia Federal apreendem mais de uma tonelada de cocaína em Paranaguá

Pacotes e tabletes de cocaína estavam escondidos em um contêiner com sacos de açúcar

Publicado

em

Agentes da Receita Federal e Polícia Federal apreenderam na manhã de sexta-feira, 11, mais de uma tonelada de cocaína no terminal de contêineres do Porto de Paranaguá. O entorpecente estava escondido em uma carga de açúcar, que seria embarcada para o Porto de Antuérpia, na Bélgica.

A fiscalização rotineira, realizada no terminal portuário apontou irregularidades junto à carga. Quatro contêineres foram separados e passaram por uma revista minuciosa. Um scanner móvel e um cão farejador da Receita Federal, foram utilizados durante a operação.

Um cão farejador e um scanner móvel da Receita Federal foram utilizados na fiscalização, que apreendeu cerca de 1,3 toneladas de cocaína

O cachorro, da raça Pastor Belga Malinois, indicou o contêiner onde estava o entorpecente e os sacos de açúcar foram retirados e passaram pelo scanner.

Além de pacotes com a droga, que estavam jogados dentro do contêiner, tabletes de cocaína foram encontrados no interior dos sacos.

Ao todo houve a apreensão de quase 1,3 toneladas de cocaína.

20.ª APREENSÃO

Em 2019, a equipe da SAVIG da Receita Federal já apreendeu mais de 13 toneladas de cocaína

Esta foi a 20.ª apreensão de cocaína realizada no terminal de contêineres do Porto de Paranaguá este ano. A última aconteceu no dia 11 de setembro, quando 600 quilos da droga foram encontrados dentro de um contêiner carregado com feijão, que seria embarcado para o porto espanhol de Algeciras. Ao todo, a equipe da SAVIG – Seção de Vigilância Aduaneira da Alfândega da Receita Federal do Porto de Paranaguá já apreendeu, em 2019, mais de 13 toneladas do entorpecente.

Toda cocaína apreendida foi encaminhada para a sede da Polícia Federal em Curitiba, que segue com as investigações.

Com informações e fotos da Receita Federal

 

 

Continuar lendo
Publicidade