conecte-se conosco

Polícia

Mulher baleada em tentativa de assalto será transferida para hospital em Curitiba

Vítima foi alvejada dentro do veículo HB20

Publicado

em

Uma tentativa de assalto registrada no final da noite de terça-feira, 26, terminou com uma mulher baleada e quatro elementos encaminhados para a Delegacia da Polícia Civil. Com eles, foram apreendidas duas armas de fogo, uma balaclava e um par de luvas. 

TENTATIVA

A ação criminosa aconteceu na área central de Paranaguá, quando um casal de namorados, que estava dentro de um carro, passava pela Rua Princesa Isabel. 

De acordo com as vítimas, dois criminosos armados tentaram parar o veículo, que circulava normalmente pela rua. Assustado com a abordagem, o motorista, um rapaz de 28 anos, não atendeu à ordem dos criminosos e seguiu com o automóvel. Neste momento os tiros, pelo menos 7 disparos, atingiram o automóvel. 

Um dos disparos acertou a moça, de 28 anos, que estava sentada no banco do passageiro, ela foi atingida nas costas. Desesperado, o namorado seguiu com o veículo até a emergência do Hospital Regional, onde a vítima foi atendida. 

Acionada, equipes da RPA – Rádio Patrulha – da Polícia Militar cercaram a área central e as principais vias da cidade e, com a ajuda de uma testemunha, que presenciou a ação dos criminosos, começou a procurar pelo veículo utilizado na fuga, um Fiat Palio, de cor prata. O automóvel foi localizado na Avenida Roque Vernalha e um acompanhamento tático foi realizado até que a abordagem aconteceu, na região da Vila Cruzeiro. Dentro do veículo, quatro indivíduos, dois maiores e dois menores de idade. Com eles, os policiais encontraram dois revólveres calibre .38, uma balaclava, usada para esconder o rosto, popularmente conhecida como touca ninja, e um par de luvas. 

Foram encaminhados para o plantão da Polícia Civil, Manoel Pedro Vicente Filho, de 23 anos, Fabio Victoria Pons, de 37, e dois menores, V. do R. da S., de 17 anos e G. O. M., de 16. Eles foram recolhidos ao setor de carceragem da 1.ª SDP e estão à disposição da Justiça.

SEQUESTRO

O menor, V. do R. da S., de 17 anos, tem várias passagens pela polícia, uma delas, por ter participado do sequestro de uma professora, em fevereiro do ano passado, quando a vítima foi encontrada amarrada e amordaçada no porta-malas de um carro. Na ocasião, três homens foram presos e dois menores apreendidos. Eles tentaram furar um bloqueio policial, que foi montado na saída da cidade, mas foram interceptados e abordados. A vítima, uma professora aposentada, foi rendida dentro de casa e levada no próprio carro pelo grupo, que a princípio, pelo que foi apurado pelos policiais que participaram da ação, estaria se deslocando para a área rural da cidade, onde pretendiam liberar a vítima, ou até mesmo, matá-la. 

ENCAPUZADOS

O namorado da vítima baleada contou, na delegacia, que os criminosos estavam usando moletons. Um deles, moletom escuro com capuz e o outro moletom cinza e azul, este indivíduo estava com a balaclava cobrindo o rosto e o par de luvas, pretos. Ainda de acordo com o rapaz, o primeiro disparo teria atingido o vidro da porta do motorista, onde ele estava e parou do outro lado, quando acertou o botão de acionamento dos vidros, instalado na porta do passageiro. 

Os outros tiros atingiram a parte de trás do veículo e as laterais. Pelo menos dois disparos acertaram caixas de som instaladas no porta-malas do automóvel, o que acabou evitando que ele e a namorada fossem atingidos. O carro foi recolhido e vai passar por perícia. 

BALEADA

A moça, de 28 anos, atingida nas costas por um dos disparos, foi atendida na emergência do Hospital Regional do Litoral. Até o fechamento desta edição, nenhuma informação oficial, sobre o estado de saúde da vítima, que deve ser transferida para a capital, havia sido repassada pela assessoria da casa hospitalar. 

Continuar lendo
Publicidade

Em alta