conecte-se conosco

Polícia

Ação conjunta apreende mais de 330 quilos de cocaína em terminal do Porto de Paranaguá

Bolsas com a cocaína estavam escondidas em um contêiner carregado com racks de aço.

Publicado

em

Agentes da Polícia Federal e da Seção de Vigilância Aduaneira da Alfândega da Receita Federal (SAVIG) do Porto de Paranaguá apreenderam na manhã de quarta-feira, 30, cerca de 330 quilos de cocaína, que estavam escondidos em um contêiner que seria transportado para a França.

O entorpecente foi localizado durante o trabalho de fiscalização que acontece no terminal de contêineres do porto, com a ajuda de um scanner. Ao detectar as bolsas com a droga dentro da estrutura, o contêiner é aberto e vistoriado. Ninguém foi preso.

A cocaína seria enviada para o porto francês de Le Havre.

Esta foi a 23.ª apreensão de cocaína realizada no terminal de contêineres do Porto de Paranaguá este ano. A última aconteceu no dia 17 de outubro, quando cerca de 450 quilos da droga foram encontrados dentro de dois contêineres que seriam enviados para o porto italiano de Gioia Tauro e o Porto de Sines, em Portugal. Ao todo, a equipe da SAVIG já apreendeu, em 2019, cerca de 13,5 toneladas do entorpecente.

Toda cocaína apreendida foi encaminhada para a sede da Polícia Federal em Curitiba, que segue com as investigações.

RIP-ON/RIP-OFF

O método utilizado pelos traficantes internacionais para enviar a droga para a Europa é conhecido como rip-on/rip-off, quando as bolsas, ou tabletes, com cocaína são colocados, clandestinamente, junto com a mercadoria, no interior do contêiner pouco antes do embarque, sem o conhecimento do dono da carga.

Com informações e fotos da Receita Federal

Continuar lendo
Publicidade

Em alta