conecte-se conosco

Pedofilia

Novela abordará caso de abuso entre padrasto e afilhada

Psicopedagoga explica como a programação televisiva pode influenciar a sociedade e alertar sobre o tema

Publicado

em

O enredo da novela “O Outro Lado do Paraíso”, da Rede Globo, abordará o tema pedofilia em seus capítulos. O personagem Vinícius, um delegado interpretado pelo ator Flavio Tolezani, será revelado como pedófilo, o que explicará a repulsa que Laura, sua afilhada, sente pelo padrasto. A novela já trata da violência contra a mulher e, neste mês, insere este novo tema, que deve gerar comentários e ampliar a visão dos telespectadores sobre o assunto.

Entre outros aspectos, a inserção do tema em uma novela de grande audiência pode ajudar a alertar os pais para que prestem mais atenção ao comportamento dos filhos. A psicopedagoga Ana Regina Caminha Braga explicou que os responsáveis devem ter o preparo e conhecimento para conversar com os filhos sobre diversos temas. “Caso esse momento não flua de maneira adequada, a televisão pode ser um meio com disparador, mas o diálogo deve existir dentro de casa. Se a criança ou adolescente tem acesso à novela, os pais devem conversar e alertar os filhos nessa hora”, disse.

Ampliar a discussão sobre pedofilia na sociedade pode ajudar a entender melhor o problema.

“A ampliação da temática pode antecipar, despertar ou informar os adolescentes sobre o tema da pornografia, o qual pode levar o conhecimento para todos da família se houver uma reflexão na sequência”, esclareceu a profissional.

Sendo assim, qual o momento certo para falar com as crianças sobre o abuso sexual infantil? Segundo a psicopedagoga, o diálogo tem que partir do conhecimento dos responsáveis em relação aos seus filhos. “Se a criança já tem idade, já ouviu falar sobre ou está indo para escola e outros lugares é importante alertar como precaução do que pode acontecer e como ela pode agir com as pessoas desconhecidas, sem dar atenção e prevenir sobre a agressão. Conhecer para pode falar se algo acontecer para os adultos denunciarem”, alertou Ana Regina, acrescentando sobre a necessidade de denúncia.

RELAÇÃO CRIANÇA E TV

Mesmo as novelas não sendo o tipo de programação televisiva ideal para crianças e adolescentes, grande parte dos telespectadores faz parte deste público. Com relação à pedofilia dentro da novela, a psicopedagoga afirmou que o tema pode confundir as crianças.

“Se não houver um diálogo e a criança ou o adolescente for exposto ao tema isso pode provocar interesse ou aguçar a criatividade. Por isso, a importância de ter um acompanhamento aos acessos dos adolescentes à televisão”, frisou.

 


O personagem Vinícius, interpretado pelo ator Flavio Tolezani, será revelado como pedófilo

 

O grande desafio dos pais é estarem atentos ao conteúdo que crianças e adolescentes estão expostos tanto na televisão como em smartphones e computadores. Para Ana Regina, o limite de acesso e acompanhamento é sempre válido.

“Os vídeos e os programas devem ser compatíveis à idade da criança e adolescente evitando que assistam a programa inadequados ou imagens que não são construtivas. As crianças ou adolescentes só devem acessar algo relacionado à violência se estão com os responsáveis perto e com o objetivo de aprender, conhecer e prevenir sobre o tema”, destacou a psicopedagoga.

Continuar lendo
Publicidade