conecte-se conosco

Paróquia São João Batista

Somos capazes de promover a paz

Às vezes eu penso nos seres humanos como sujeitos inteligentes e capazes de criar coisas fenomenais

Publicado

em

Às vezes eu penso nos seres humanos como sujeitos inteligentes e capazes de criar coisas fenomenais. Tal poder de criação é impressionante. Até parecem semideuses. Mas há uns sujeitos que, consciente ou não, fazem tudo ao contrário: violentam, queimam sem necessidade, matam por matar, destroem o meio ambiente, roubam, estupram, oprimem, fazem guerra, terrorizam, espalham ódio e vingança… Agem de tais formas que desfiguram a verdadeira imagem de homens ou mulheres criados por Deus para conviver, amar, ser pacíficos, cuidar do Planeta Terra e da fraternidade. Parecem mais animais que humanos!

Sem dúvida, é impressionante as capacidades de criar que o ser humano tem, mas é triste saber que alguns não desenvolvem nem buscam desenvolvê-las, pior ainda quando elas são usadas para criar e fazer o oposto ao que é bom e que não faz bem à vida, porque não são justificáveis nem mesmo como forma de protesto.

Esta reflexão é para que como cidadãos possamos refletir sobre nossas capacidades que recebemos de Deus em nossa natureza humana e as coloquemos em prática para o cuidado do meio ambiente, da convivência com nossos próximos sejam os da família, os vizinhos, os amigos, irmãos da comunidade de fé e de outras comunidades de fé, de outras religiões, filosofias de vida e com os ateus.

O lugar em que habitamos é a nossa casa. E todos somos irmãos por natureza, porque somos do mesmo material e por uma questão de fé, pois Deus é criador e Pai de todos! E a nossa casa como carece de cuidado, podemos cuidar e cuidar uns dos outros. Podemos fazer separar os lixos (recicláveis e orgânicos), limpar a frente da casa, respeitar o espaço do outro no trânsito, economizar os recursos da natureza, ser gentil com os de casa, do trabalho, da escola e da vizinhança.

Sem a promoção da cultura da de uma boa convivência e da paz construída com pequenos gestos de solidariedade e de fraternidade, fundamentada na pratica do bem ao próximo e ao meio ambiente que é a obra de arte do criador, reflexo do amor de Deus, sem nosso cuidado corremos o risco de destruir nossas relações e nosso ambiente.

Eu acho que cultura para a paz deveria ser uma matéria a ser ensinada em todas as escolas e em todas as etapas da educação. Seríamos mais fraternos, se assim fosse!

Pe. Eliel de Oliveira Venâncio – Pároco da Paróquia São João Batista

Publicidade






Em alta

plugins premium WordPress