Connect with us

Natal

“Presépio é representação de humildade e simplicidade”, explica pároco

Montagem teve início por São Francisco de Assis, há 800 anos

Publicado

em

A árvore de Natal está presente nas vitrines de lojas, nas casas e empresas e se tornou, ao longo do tempo, um dos principais símbolos da data. No entanto, o nascimento de Jesus, o grande motivo da comemoração do Natal, muitas vezes não ganha o destaque necessário na decoração. A montagem do presépio, com a chegada do menino Jesus no dia 25 de dezembro, é a maneira encontrada pelos católicos para lembrar valores como simplicidade e humildade.

O padre José Miguel de Oliveira explicou que o presépio é o evangelho em forma de arte.

“Para mim, a melhor referência do Natal é o presépio, porque se trata de obra do artista, é a arte representando textos bíblicos. Nós encontramos no evangelho de Mateus, capítulo II e evangelho de Lucas, capítulo II, os fatos do nascimento de Jesus em Belém e que o artista captou com sua imaginação, que pode ser em pintura ou escultura”, disse.

Segundo ele, a criação do presépio aconteceu por volta de 800 anos atrás, quando São Francisco de Assis se inspirou nos textos bíblicos e conhecendo a região em que aconteceram os fatos e as grutas naturais que existem em toda parte de Israel, tentou reproduzir a cena. “José e Maria, vindo de Nazaré da Galileia até a Judeia, e não encontraram no povoado um local para se hospedar e acamparam em meio às grutas naturais e montanhas e, nesse momento, nasceu a criança”, acrescentou o padre José Miguel.

A montagem do presépio, desta forma, é uma maneira de concretizar o que está escrito nos evangelhos.

“Os evangelistas também falam que na região havia pastores que cuidavam dos seus rebanhos, recolhendo à noite as ovelhas e as cabras em local fechado e seguro como nas grutas. O anjo do Senhor apareceu para eles e anunciou que havia nascido o salvador. Os pastores foram então até o local e viram o que o anjo tinha dito para eles. por isso a reprodução na arte para trazer uma leitura para as pessoas daquele momento”, afirmou o padre José Miguel.

Montar o presépio em casa também pode ajudar os pais a passarem valores como simplicidade e humildade aos filhos. “As crianças, ao verem a representação e, mais tarde, lendo o texto bíblico, terão o conhecimento. O presépio retrata um casal muito pobre. Os pobres andavam em jumentos, que estão dentro da classificação dos animais impuros, mas no presépio também podemos ver os animais puros como a ovelha. Essa representação dos animais perto da manjedoura mostra que essa criança veio para todos sem excluir ninguém”, enfatizou o padre.

José e Maria, vindo de Nazaré da Galileia até a Judeia, e não encontraram no povoado um local para se hospedar e acamparam em meio às grutas naturais

MENSAGEM

Para finalizar, o padre José Miguel deixou uma mensagem de Natal. “Para todos os leitores da Folha do Litoral News desejo um Feliz Natal com muita alegria, muita paz e que o Ano Novo possa trazer realmente esperança para o nosso povo. Que cada um se empenhe para realizar o que é possível dentro de suas capacidades porque com o trabalho de todos e o bem comum o mundo será melhor”, concluiu.

Cada figura do presépio tem sua importância:

Os animais

Representam a natureza a serviço do homem e de Deus. No nascimento de Jesus forneceram calor ao local e simbolizam a simplicidade do local onde Jesus quis nascer.

Pastores

Depois de Maria e José, os pastores foram os primeiros a saberem do nascimento do Salvador. Os pastores também simbolizam a humildade, pois naquele tempo a profissão de pastor era uma das menos reconhecidas.

O anjo

Representa o céu que celebra o nascimento de Jesus. É o mensageiro de Deus, comunicador da Boa Notícia. O anjo do presépio, normalmente, segura uma faixa com a frase: “Gloria in excelsis Deo”, que significa: Glória a Deus nas alturas.

Estrela

Simboliza a luz de Deus que guia ao encontro do Salvador e orientou os Reis Magos sobre o local onde estava Jesus. É a indicação do caminho que se deve percorrer para encontrar o Menino Jesus.

Reis Magos

Belchior, Gaspar e Baltazar eram homens da ciência. Conheciam astronomia, medicina e matemática. Eles representam a ciência que vai até o Salvador e o reconhece como Deus. Segundo São João Paulo II, “a verdadeira ciência nos leva à fé”, pois nos revela a grandeza da criação.

Ouro, incenso e mirra

São os presentes que os magos oferecem ao Menino Jesus. O ouro significa a realeza; era um presente dados aos reis. O incenso significa a divindade, um presente dado aos sacerdotes. Sua fumaça simboliza as orações que sobem ao céu. Dando este presente a Jesus, os magos reconhecem que o Menino é divino. E a mirra simboliza o sofrimento e a eternidade. É um presente profético: anuncia que Jesus vai sofrer, mas também que seu reinado será eterno.

São José

É o pai adotivo de Jesus, o homem que o assumiu como filho, que lhe deu um nome, um lar, que ensinou a Jesus uma profissão: a de carpinteiro. São José deu ao Menino Jesus a experiência de ser filho de um pai terreno.

Maria

É a Mãe do Menino Jesus, a escolhida para ser a mãe do Salvador. É aquela que disse ‘sim’ à vontade de Deus, e por ela a humanidade recebeu Jesus.

Menino Jesus

É o Filho de Deus que Se fez homem, para dar sua vida pela humanidade. “Sendo ele de condição divina, não se prevaleceu de sua igualdade com Deus, mas aniquilou-se a si mesmo, assumindo a condição de escravo e assemelhando-se aos homens” (Filipenses 2, 6-7).

Continuar lendo
Publicidade

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.