Connect with us

Natal

Natal também é comemorado nas Casas de Acolhimento

A juíza da Vara da Infância e Juventude de Paranaguá, Pamela Dalle Grave Flores, contou como as equipes que trabalham nos lares se organizam na data.

Publicado

em

Para muitos, o Natal é sinônimo de reunir a família em torno de uma mesa farta com pratos que todos ajudaram a preparar juntos. Também é uma data simbólica para as crianças, as quais aguardam a passagem do Papai Noel em suas casas para deixar o tão sonhado presente que merece por ter se comportado bem no decorrer do ano. Embora essas cenas sejam muito comuns em lares de todo o mundo, muitos menores não passam o Natal em família.

Crianças e adolescentes que vivem em Casas de Acolhimento de Paranaguá, no Lar das Meninas e no Lar dos Meninos, não ficam desamparados no Natal. A juíza da Vara da Infância e Juventude de Paranaguá, Pamela Dalle Grave Flores, contou como as equipes de funcionários que trabalham nos lares se organizam na data.

“Normalmente, é organizada uma festa para eles, que passam a noite de Natal com a equipe da Casa de Acolhimento. Muitas vezes eles fazem comida na casa deles e levam. Algumas crianças passam com as famílias, se for o caso. Mas, normalmente, tem festa de Natal para todos”, destacou a juíza.

Alguns podem passar as festas de fim de ano com os familiares de origem, mesmo aqueles que estão em vias de adoção. “Depende de cada caso. Há situações em que há a aproximação da família de origem e não apresenta riscos para a criança. Há também aquelas que estão em fase de convivência com a família adotiva e, neste caso, podem passar o Natal juntos”, relatou Pamela.

Quem faz essa solicitação e organiza as datas que a crianças ficarão fora é a própria casa de acolhimento, com o acompanhamento de um representante da Vara da Infância e Juventude.

FAMÍLIA ACOLHEDORA

O Programa Família Acolhedora é uma iniciativa realizada através de uma parceria da Prefeitura de Paranaguá, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social, e do Poder Judiciário local, com o objetivo de reintegrar crianças e adolescentes em risco e situação de vulnerabilidade.

As famílias cadastradas e aprovadas pelo programa, também conhecido como guarda subsidiada, não se comprometem a assumir os menores como um filho, mas a acolher e prestar cuidados durante o período de acolhimento. A família se torna, dessa forma, parceira do serviço de acolhimento na preparação da criança para o retorno à convivência familiar ou para a adoção, se for o caso.

Em Paranaguá, três crianças fazem parte do programa hoje e, dependendo do caso, podem passar com a sua família acolhedora.

“O Programa está funcionando, ao invés de uma criança ficar no lar, ela fica com uma família que cumpre a função da instituição. Portanto, as crianças que estão no programa ou passarão o Natal com a sua família de origem, com a acolhedora ou, ainda, com a adotiva, se estiver nos trâmites. É a mesma situação daquelas que estão no lar, nós avaliamos e definimos onde é melhor para ela passar o Natal. Vamos ampliar esse programa, deixando mais casais inscritos aptos”, explicou Pamela.

Segundo a juíza, as doações para as crianças acolhidas estão liberadas, no entanto, é realizado um controle prévio pelos coordenadores dos lares. Quem se interessar e desejar mais informações pode entrar em contato com o Fórum de Paranaguá, localizado na Avenida Gabriel de Lara.

Continuar lendo
Publicidade

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.