Connect with us

Meio Ambiente

Portos do Paraná monitoram manguezais em Paranaguá e Antonina

Neste ano, foram quatro atividades de atenção e cuidado voltadas ao ecossistema.

Publicado

em

Os seis manguezais no entorno dos Portos de Paranaguá e Antonina são monitorados regularmente. Neste ano, foram quatro atividades de atenção e cuidado voltadas ao ecossistema. Ao longo desta semana, uma equipe de técnicos dos Portos do Paraná trabalhará na análise dos dados coletados. Além de mostrar as condições ambientais da região, o Programa de Monitoramento de Manguezais tem o objetivo de subsidiar ações de conscientização da importância do manguezal.

“Os dados que coletamos mostram a evolução das estruturas e nos ajudam a desenvolver ações de comunicação social e educação ambiental, para difundir informações junto às comunidades vizinhas sobre a importância destes ecossistemas”, explica o diretor de Meio Ambiente dos Portos do Paraná, João Paulo Santana.

Em Paranaguá, são acompanhados os bosques do Rocio, Oceania e Amparo. Em Antonina, o monitoramento acontece em Ponta do Félix, Mangue de Areia e Barão de Teffé. Um manguezal da Ilha do Mel também faz parte do programa.

A última atividade em março foi o monitoramento fitossociológico. “Trata-se do acompanhamento do estado de conservação dos manguezais, através da análise de dados de sobrevivência, mortalidade e crescimento de indivíduos arbóreos adultos típicos dessa formação”, disse a bióloga e analista portuária Juliana Lopes Vendrami.

Segundo ela, para o monitoramento são instaladas as chamadas parcelas permanentes: áreas delimitadas de até 100 metros em cada manguezal. São, ao todo, 23 parcelas instaladas: cinco na região do Rocio, três na Oceania, nove na comunidade de Amparo, dois na Ponta do Félix, dois no Mangue de Areia, e outros dois no Barão do Teffé.

As árvores das três espécies típicas – o mangue-preto (Avicenniaschaueruana), o mangue-branco (Laguncularia racemosa) e o mangue-vermelho (Rhizophoramangle) – receberam uma placa de alumínio com números com o objetivo de identificar os indivíduos arbóreos. “Para cada árvore plaqueada, são anotadas trimestralmente as variáveis de altura total, diâmetro na altura do peito e sobrevivência. A partir desses dados, calculam-se os parâmetros fitossociológicos (densidade e dominância)”, explica Juliana.

Em cada parcela, é delimitada ainda uma área menor em que são monitoradas a quantidade e a identidade de plantas jovens das espécies arbóreas. Desde dezembro de 2018, os Portos do Paraná avaliam a abundância de outras plantas denominadas de epífitas, plantas que vivem sobre outras plantas, e a salinidade do ecossistema.

CAMPANHA

A primeira atividade de 2019 aconteceu nos manguezais das áreas do Rocio e Oceania, em Paranaguá, entre 7 e 18 de fevereiro, com o monitoramento de processos erosivos.

“Trata-se da análise balanço de sedimentos, decorrentes da erosão e sedimentação. São fenômenos que ocorrem naturalmente no ambiente, mas podem sofrer modificações em virtude das atividades humanas. Para esse programa, são realizados perfis topográficos bimestralmente”, conta a bióloga.

Em 19, 20 e 21 de fevereiro foram feitas limpezas dos manguezais. “A limpeza dos bosques de mangue têm como objetivo sensibilizar e conscientizar a população local da importância dos ecossistemas e inclui campanhas bimestrais de retirada de resíduos sólidos encontrados”, completa.

PROGRAMAS

Ao todo, os Portos do Paraná desenvolvem 18 programas ambientais, vinculados às Licenças de Operação de Paranaguá e Antonina e à Licença de Instalação das obras de Adequação dos Berços 201/202.

O Programa de Monitoramento de Manguezais engloba monitoramento fitossociológico; a limpeza dos bosques de mangue do Rocio e Oceania; e o monitoramento de processos erosivos.

MANGUEZAIS SÃO IMPORTANTES PARA A BIODIVERSIDADE

O manguezal é um ecossistema costeiro de transição entre os ambientes terrestre e marinho. Essencial para o equilíbrio ambiental e para a manutenção da vida marinha, esse bioma abriga uma grande biodiversidade e consiste em um berçário natural para várias espécies marinhas, onde peixes, moluscos e crustáceos se reproduzem e se alimentam.

O manguezal sofre grande influência do regime de marés e se desenvolve em regiões protegidas como baías e desembocaduras de rios.

No Brasil encontramos as maiores extensões de manguezais do mundo, aproximadamente 25 mil quilômetros quadrados, o que corresponde a 12% das florestas de mangue existentes. No Complexo Estuarino de Paranaguá a área ocupada pelos manguezais é de aproximadamente 250 quilômetros quadrados.

Quando mencionamos as espécies vegetativas que vivem nesses ecossistemas, falamos do Mangue-preto (Avicenniaschaueruana), Mangue-branco (Laguncularia racemosa) e Mangue-vermelho (Rhizophoramangle), além das epífitas (plantas que vivem sobre essas outras espécies, sem causar nenhum prejuízo).

Em relação à fauna, os manguezais são abrigos dos caranguejos, de muitos peixes, como os robalos, bagres e tainhas e de algumas aves marinhas.

Fotos: Claudio Neves/ APPA

AEN

Continuar lendo
Publicidade

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.