conecte-se conosco

Meio Ambiente

Estado quer modernizar gestão de unidades de conservação

Proposta busca estruturar modelos de gestão que permitam favorecer condições para o potencial ecoturístico

Publicado

em

A governadora Cida Borghetti encaminhou, nesta semana, à Assembleia Legislativa, projeto de lei que autoriza o Poder Executivo a conceder a exploração dos serviços públicos das unidades estaduais de conservação da natureza. A delegação à iniciativa privada se dará por meio de licitação, na modalidade de concorrência.
A proposta busca estruturar novos modelos de gestão que permitam criar e favorecer condições para o desenvolvimento do potencial ecoturístico das Unidades de Conservação. Dentre os objetivos estão incrementar o número de visitantes, potencializar as ações de conservação, promover a conciliação entre conservação e uso público, aumentar a oferta de serviços aos visitantes e gerar oportunidades de trabalho e renda junto a essas unidades e às populações do entorno.
A medida faz parte do projeto Parques do Paraná – Conhecer para Conservar, criado pela Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos em 2015, com o intuito de estabelecer uma gestão estratégica das unidades de conservação da natureza. Estão contemplados no projeto Parques do Paraná os parques estaduais de Vila Velha, do Guartelá e do Monge.

PLANO DE GESTÃO 

Atualmente, a gestão das unidades é feita pelo Instituto Ambiental do Paraná (IAP). A proposta de cooperação com a iniciativa privada abrange desenvolvimento de estudos, pesquisas científicas, práticas de educação ambiental, atividades de lazer e de turismo ecológico, monitoramento, manutenção e outras atividades de gestão. A visitação pública e o aproveitamento sustentável das potencialidades econômicas das Unidades de Conservação do projeto Parques do Paraná estarão sempre vinculados ao Plano de Manejo de cada uma e às normas estabelecidas pelo órgão responsável.
“A medida proposta neste projeto de lei é algo que estamos esperando há muito tempo, pois representa um passo importantíssimo para a modernização da gestão dessas unidades e também contribuirá para a sustentabilidade econômica”, diz o diretor de Biodiversidade e Áreas Protegidas do IAP, Guilherme de Camargo Vasconcellos.
Fonte: AEN
 

Continuar lendo
Publicidade

Em alta

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.