Logotipo

Prefeito mostra detalhes da obra da passarela da Ilha dos Valadares

09 de agosto de 2018

O prefeito Marcelo Roque, ao lado do secretário municipal de Obras Públicas, Maikol Nascimento do Amarante; e do Engenheiro Civil e fiscal de obra, Paulo Emmanuel do Nascimento Júnior, contou como o trabalho está sendo realizado

Compartilhe

O prefeito Marcelo Roque, acompanhado do secretário municipal de Obras Públicas, Maikol Nascimento do Amarante, e do Engenheiro Civil e fiscal de obra, Paulo Emmanuel do Nascimento Júnior, esteve na passarela da Ilha dos Valadares na tarde de quinta-feira, 9, para mostrar os detalhes de recuperação da estrutura. Os serviços para recuperar a passarela iniciaram em junho, têm prazo para finalização em 180 dias e estão dentro do cronograma.

Por enquanto, os moradores ainda podem ver as melhorias porque a reforma está sendo realizada nas estacas que ficam embaixo da água, importantes para fornecer a segurança necessária para a população que utiliza a passarela "Antonio José Sant'Anna Lobo Neto” diariamente.

O prefeito Marcelo Roque explicou que todo o processo da obra, desde a licitação, foi bem elaborado e está garantida a qualidade do serviço. “Temos mergulhadores trabalhando, que fazem o revezamento para fazer a parte subaquática, a concretagem. Às vezes, filmam esse barco pequeno de apoio que tem que se deslocar rapidamente, mas também tem um de grande porte. Queremos divulgar para a população que estamos realizando um trabalho de qualidade, com uma empresa que tem conhecimento, que já realizou vários trabalhos pelo Brasil”, considerou.

Segundo ele, é preciso esclarecer aos moradores de que agora o trabalho será bem executado. “A parte da fiscalização da prefeitura está sendo feita pelo engenheiro Paulo Emmanuel e é isso que queremos passar para a população de Paranaguá. Não vamos fazer um trabalho que não seja de qualidade. A gente sabe que a passarela ficou praticamente quatro anos interditada, por isso temos que fazer um trabalho descente não só na parte subaquática que é o mais importante, como também a reforma da passarela que também será feita”, garantiu o prefeito.

A parte superior da passarela será recuperada assim que finalizada a parte estrutural. “Às vezes, há desconfiança da população quanto à obra, até pelo perfil que já se fez no passado, quando fizeram somente um paliativo, mas agora é de qualidade e temos a certeza de que esse serviço será bem feito. Nenhuma empresa irá colocar seu nome e sua responsabilidade técnica em um trabalho que não esteja de acordo com a licitação”, ressaltou o prefeito Marcelo Roque.

“Queremos divulgar a população que estamos realizando um trabalho de qualidade, com uma empresa que tem conhecimento”, evidenciou o prefeito Marcelo Roque

RECUPERAÇÃO TOTAL

De acordo com o secretário municipal de Obras Públicas, Maikol Nascimento do Amarante, duas empresas participaram da licitação e a vencedora foi uma empresa de Santa Catarina, com 12 anos de experiência na recuperação de pontes e passarelas. “Começamos a obra há cerca de 60 dias, temos a equipe de apoio, que é a parte principal porque é um trabalho na água, difícil de ser realizado. São ao menos oito mergulhadores que ficam manhã e tarde revezando, por conta da legislação que não permite que um profissional deste tipo permaneça um tempo acima do regulamentado para o trabalho subaquático”, discorreu Maikol.

Imagens de antes da recuperação mostram a situação precária que estavam as estacas da passarela

DENTRO DO CRONOGRAMA

O secretário de Obras afirmou que cerca de 70% das estacas já estão recuperadas e que a empresa tem cumprido o prazo contratual. “Este é o primeiro trabalho que está sendo feito, recuperando as estacas que estavam comprometidas, são praticamente todas devido ao tempo que ficaram sem manutenção. As ferragens estão sendo tratadas com pintura e produtos próprios. Foi verificado também que as ferragens estavam fora de norma, o que danificou as estacas, por isso além de recuperar as estacas, a empresa está colocando um concreto próprio, de alta resistência. A empresa está colocando cinco centímetros a mais, que é o mínimo exigido para garantir a estabilidade da estrutura”, esclareceu Maikol.

O Engenheiro Civil e fiscal de obra, Paulo Emmanuel do Nascimento Júnior, acompanha de perto os serviços desde o início e afirmou que o trabalho é minucioso. “É um serviço delicado, que precisa ser devagar, nós temos um barco grande há quase 60 dias com uma tripulação de mergulhadores. A parte náutica é bastante importante neste caso, já temos as fotos de como era e de como está ficando, dá para verificar claramente que o serviço tem se desenvolvido”, disse Nascimento Júnior. “Antes de realizarmos esse serviço, a equipe de mergulho filmou todas as 110 estacas quando foram verificados quais os locais para fazer o reforço. Todo o nosso pessoal está atento à execução da obra”, completou.

Mergulhadores fazem revezamento para realizar a parte da concretagem subaquática

DÚVIDAS

A prefeitura informou que está à disposiçãopara esclarecer as dúvidas dos moradores sobre os serviços realizados na passarela na Secretaria Municipal de Obras Públicas, localizada na Rua Xavier da Silva, 1230, ou ainda pelo telefone (41) 3420-2778.

 







Colunistas