conecte-se conosco

Infraestrutura

Novo Berço da TCP entrará em operação com calado de 12,5 metros

Com a liberação do berço 218, o cais passou de 879 metros para 1.099 metros de extensão, totalizando quatro berços.

Publicado

em

Com a aprovação do calado de 12,5 metros pelas Autoridades Marítima e Portuária, bem como a autorização de Operação pelo Órgão Ambiental licenciador – IBAMA, o novo berço de atracação da TCP – empresa que administra o Terminal de Contêineres de Paranaguá – entrou em operação no domingo, 30, com a atracação do navio Maersk Londrina (229,90 metros).

A liberação do berço 218, construído a partir das obras de ampliação do Terminal, faz com que Paranaguá seja um dos primeiros portos brasileiros preparados para atender os maiores navios de comércio exterior. 

Juarez Moraes e Silva, diretor Institucional da TCP, enfatiza que a homologação do novo calado operacional leva em consideração as Normas de Tráfego Marítimo e Permanência nos Portos de Paranaguá e Antonina. “Isso significa que obedecemos a todas as condicionantes operacionais nos capacitando a iniciar as operações da nova estrutura e integrando-a à estrutura já existente”, diz.

O executivo enfatiza que a liberação foi possível graças ao alinhamento entre as autoridades e operadores portuários. “É resultado de um trabalho de planejamento estratégico e alinhamento entre todos os atores envolvidos. Como resultado, a TCP e, consequentemente, o Porto de Paranaguá, entregam ainda mais capacidade operacional para os usuários e os armadores. Trata-se de um berço apto a operar, se necessário, além de contêineres, carga projeto, carga geral e veículos”, ressalta. 

NOVO BERÇO

O presidente da empresa pública Portos do Paraná, Luiz Fernando Garcia, enfatiza que a liberação do calado e a entrada em operação do novo berço contribuem para que o Porto e o Terminal atendam às expectativas do mercado, o que deve movimentar a economia no Paraná. “A ampliação do calado tem impacto direto na capacidade de embarque pelo terminal e reduz os custos operacionais, garantindo maior competitividade no mercado internacional. Com mais cargas movimentadas, temos mais negócios, mais empregos gerados, mais renda e maior arrecadação de impostos”, destaca Garcia.

O capitão dos Portos do Paraná, Capitão de Mar e Guerra Rogerio Antunes Machado, ressalta que o processo de equalização do calado contribui para a segurança da navegação na região. “A equalização está condicionada à eficiência dos sinais náuticos das boias de balizamento na área de manobras; visibilidade mínima; e manutenção das restrições operacionais referentes aos canais internos e berços a serem operados. Esperamos que com essas medidas possamos contribuir com o desenvolvimento do Estado do Paraná ao tornar ainda mais atrativo o porto paranaense para as operações portuárias”, explica.

Renato Alves, membro da diretoria da Praticagem de Paranaguá, diz que operar navios em novos berços é um desafio. “Vemos com bons olhos o desenvolvimento e a evolução do complexo portuário do Paraná e nos colocamos de prontidão para realizar a tarefa de prover segurança com qualidade no tráfego das embarcações que escalam o Porto”, diz.

“O calado para 12,5 metros eleva imensamente o padrão do Berço 218 da TCP, é o máximo calado permitido no canal de Paranaguá. Isso traz muita versatilidade no novo berço, podendo operar qualquer tipo de navio, com máximo calado possível permitido”, finaliza.

AMPLIAÇÃO

Com a liberação do berço 218, o cais passou de 879 metros para 1.099 metros de extensão, totalizando quatro berços. “Isso significa que o Terminal oferece aos importadores e exportadores mais flexibilidade em suas operações, permitindo que navios fora de janela tenham ajustes no atraso, seguindo o cronograma de atracação em outros portos na costa brasileira”, enfatiza Moraes e Silva, complementando que o terminal poderá operar novos serviços que ainda não estão disponíveis em Paranaguá como os para a Costa Leste e os de cabotagem.

SOBRE A TCP

A TCP é a empresa que administra o Terminal de Contêineres de Paranaguá – um dos maiores terminais de contêineres da América do Sul – e a empresa de operações logísticas TCP Log, que oferece serviços de integração da cadeia logística para cargas localizadas no Sul e Sudeste do Brasil.

Responsável pelo maior investimento do setor portuário do Brasil na atualidade, onde estão sendo aplicados mais de R$ 550 milhões nas obras de ampliação da capacidade de movimentação do terminal dos atuais 1,5 milhão de TEUs/ano para 2,5 milhões de TEUs/ano, a TCP está se preparando para atender à demanda de mercado brasileiro pelos próximos 30 anos.

Desde março de 2018, a TCP integra o portfólio da China Merchants Port Holding Company (CMPort), o maior e mais competitivo desenvolvedor, investidor e operador de portos públicos da China. Atualmente, as operações e investimentos da empresa se estendem pelas áreas costeiras em Hong Kong, Taiwan, Shenzhen, Ningbo, Shanghai, Qingdao, Tianjin, Dailian, Zhangzhou, Zhanjiang e Shantou. A empresa também vem ampliando sua presença no Sul da Ásia, na África, no Mediterrâneo e na Austrália.

Continuar lendo
Publicidade

Em alta

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.