conecte-se conosco

Fábio Campana

Fábio Campana #15

Os senadores começam a se preparar para enfrentar uma maratona de, pelo menos, sete dias para julgar definitivamente a presidente afastada, Dilma Rousseff, em…

Publicado

em

Perto do fim

Os senadores começam a se preparar para enfrentar uma maratona de, pelo menos, sete dias para julgar definitivamente a presidente afastada, Dilma Rousseff, em seu processo de impeachment. A fase final começará no dia 25 e ela será ouvida pelos parlamentares e responderá a questionamentos na segunda-feira, 29. As informações são da Folha de S. Paulo. A previsão dos senadores é que a votação final aconteça apenas na quarta-feira, 31. Os parlamentares também deverão trabalhar em parte do final de semana. O presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Ricardo Lewandowski, esteve no Senado na quarta-feira, 17, em uma reunião que durou mais de duas horas, para combinar com o presidente da Casa, Renan Calheiros (PMDB-AL), e os demais senadores o roteiro desta última etapa.

 

Traiano em Brasília

O governador em exercício, Ademar Traiano (PSDB), esteve em Brasília na quarta-feira, 17, entregando nas mãos do ministro das Cidades, Bruno Araújo, projetos importantes para o Paraná, como a construção de casas populares, recape asfáltico, Casas Rurais e regularização de imóveis. “Foi uma reunião muito produtiva e saímos daqui com a garantia de que o Paraná será atendido. Todas as nossas reivindicações foram bem recebidas pelo ministro, que determinou prioridade à sua equipe para dar andamento às obras”, afirmou Ademar Traiano.

 

Novo empréstimo

O secretário do Ministério do Planejamento, Jorge Arbache, informou que vai agilizar a avaliação técnica do financiamento do BID ao Governo Paraná. Após reunião com o secretário José Richa Filho (Infraestrutura), em Brasília, Arbache disse que vai colocar o pedido paranaense em discussão na próxima reunião da Secretaria de Assuntos Internacionais na primeira quinzena de setembro.

 

Infraestrutura

O financiamento para infraestrutura, com recursos do BID, somam US$ 500 milhões e serão usados em obras rodoviárias, projetos na área de infraestrutura e a construção de centros logísticos no Estado. “Estive hoje também com os representantes do BID, que consideram que o nosso financiamento está alinhado à política do banco, que busca financiar obras em infraestrutura que promovam o desenvolvimento social”, disse Richa Filho.

 

 

A responsabilidade de artigos assinados e as opiniões neles expressas não refletem necessariamente as opiniões deste portal. 
A responsabilidade do autor se estende à correção ortográfica e demais regras gramaticais da língua portuguesa.

Publicidade






Em alta

plugins premium WordPress