conecte-se conosco

Fábio Campana

Fábio Campana #14

A campanha eleitoral deste ano começa oficialmente hoje. Os candidatos podem distribuir materiais nas ruas, promover atos e pedir votos na…

Publicado

em

Haja estômago

A campanha eleitoral deste ano começa oficialmente hoje. Os candidatos podem distribuir materiais nas ruas, promover atos e pedir votos na Internet. Mas não espere muita ação.  A crise econômica, a limitação de gastos e a concorrência com a Olimpíada do Rio e as notícias da Lava Jato, esvaziam a campanha.  A tendência é que a campanha “esquente” a partir da próxima semana, com as equipes instaladas, e principalmente depois dos primeiros debates.  A propaganda eleitoral gratuita no rádio e na TV só começa no dia 26. E enquanto a campanha não aquece, vemos na Internet um circo de horrores, com acusações de todo tipo. Será preciso muito estômago para aguentar essa.

 

Vícios, vícios

Há vícios que parecem definitivos em nossa política. Pois há quem aposte que Michel Temer está pensando em recriar o Ministério da Pesca apenas para abrigar o PRB no governo.

 

Segura a Cláudia

O Ministério Público Federal se manifestou ao juiz Sérgio Moro contrário à devolução do passaporte de Cláudia Cruz, esposa de Eduardo Cunha. Ela é ré no âmbito da Operação Lava Jato  e existe "real possibilidade" de que ela e outros familiares ainda tenham contas no exterior e o "risco concreto de eventual fuga e utilização de ativos secretos ainda não bloqueados".

 

Por direitos

Oito entidades representativas dos trabalhadores protestam em todo o País, hoje, no Dia Nacional de Mobilização e Luta por Emprego e Garantia de Direitos. O desafio das centrais sindicais é politizar ao máximo a luta por mais emprego, contra o fim da CLT e pela política de valorização do salário mínimo, além de repudiar a aposentadoria só aos 70 anos.

 

Quem diria?

Uma bomba estourou ontem na campanha de reeleição do prefeito Gustavo Fruet (PDT). A coluna Painel, da Folha de S. Paulo, aponta que a mulher do prefeito, Márcia Oleskovicz Fruet, é funcionária fantasma da ABDI (Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial), órgão ligado ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio e Comércio Exterior.

Publicidade










Em alta

plugins premium WordPress