Connect with us

Fábio Campana

Fabio Campana

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse que o governo vai aumentar impostos, caso avalie que a medida …

Publicado

em

Mais impostos

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse que o governo vai aumentar impostos, caso avalie que a medida seja necessária para atingir a meta fiscal de 2017. Ele disse também que, se for preciso, haverá contingenciamento de gastos. A meta fiscal para 2017 é de déficit primário de R$ 139 bilhões. Isso significa que o governo prevê que seus gastos vão superar a arrecadação com impostos neste valor. Essa meta não inclui despesas com pagamento de juros da dívida pública. Meirelles deu entrevista após participar, no Palácio do Planalto, de reunião do chamado Conselhão, grupo que reúne representantes do governo, do empresariado e outros setores da sociedade civil. O ministro foi questionado por jornalistas se o governo avaliava aumentar impostos para cumprir a meta fiscal. “Eu vou repetir aquilo que já disse em agosto do ano passado. Se for necessário aumentar imposto, será aumentado. Se for necessário contingenciar, será contingenciado. O que temos é o compromisso de cumprir a meta primária de 2017”, afirmou o ministro.

PIB do Paraná

O Paraná encerrou 2016 com uma queda de 2,4% no Produto Interno Bruto (PIB), pressionado pela quebra da safra agrícola e pela retração da indústria e dos serviços por conta da crise. Ainda assim, a queda foi inferior à registrada no Brasil, de 3,6% em relação ao ano anterior. No ano passado, o País completou o ciclo mais longo de contração econômica da sua história. O PIB do Brasil foi de R$ 6,3 trilhões no ano passado.

Greca em queda

Bastaram 60 dias de governo para que o prestígio do prefeito Rafael Greca (PMN) desabasse. Sondagem do instituto Paraná Pesquisas, especialmente para esta coluna, indica que 55% dos curitibanos desaprovam a administração dele, contra 38% que a aprovam. Esses dados contrastam com pesquisa do mesmo instituto que, em dezembro, mediu o grau de expectativa que os eleitores devotavam à gestão Greca: poucos dias antes de sua posse, 61% dos entrevistados acalentavam a esperança de que ela seria ótima ou boa, e apenas 9% anteviam que seria péssima ou ruim. Diante do que perceberam nestes dois meses, chegou a 37% os que dizem que a administração está sendo pior do que esperavam. Para 43% está igual à expectativa que tinham. Apenas 14% acham que está sendo melhor.


A responsabilidade de artigos assinados e as opiniões neles expressas não refletem necessariamente as opiniões deste portal. A responsabilidade do autor se estende à correção ortográfica e demais regras gramaticais da língua portuguesa.

Continuar lendo
Publicidade

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.