conecte-se conosco

Ano Novo 2022

Vida pós-Covid: mulher relata história de luta e milagre

Ano de 2021 foi de vitória na vida de Michelle Machado

Publicado

em

A assistente administrativa Michelle Cristina do Nascimento Machado, de 39 anos, moradora em Matinhos, ficou 74 dias internada devido a Covid-19 e teve alta no dia 10 de dezembro do Hospital Regional do Litoral (HRL). Mãe de quatro filhos, Marina, Vinícius, Ana Vitória e Elis Cristina; avó do Gael e esposa de Walrides Machado Junior, Michelle venceu a batalha contra a doença e relatou como o ano de 2021 foi um marco na sua vida.

“O ano de 2021 significou tristeza e alegria. Meu neto nasceu no dia 28 de abril e comecei a trabalhar, eu amo minha profissão. E teve o caso de Covid-19, fui um milagre, tive minha vida de novo. Fui desenganada várias vezes pelos médicos, por isso foi um ano também de vitória”, analisou Michelle.

Em 2021, Michelle ganhou o primeiro neto, o Gael, o qual junto à família lhe dá forças. Na foto, sua filha com o neto de Michele

Ela contou como surgiram os primeiros sintomas da doença até a internação no hospital. “Em casa, meu filho teve Covid primeiro. Em uma sexta-feira tive febre, dor no corpo, não sentia cheiro nem gosto de nada. Já estava com 25% do pulmão comprometido. No domingo foi o dia mais difícil, pois tive falta de ar e não conseguia respirar direito, procurei atendimento, me colocaram no oxigênio e me encaminharam para o Hospital Regional”, relatou a assistente administrativa.

Michelle precisou ser entubada, condição na qual ficou por 54 dias. “Não lembro de nada, o médico avisou que ia me entubar porque eu estava muito cansada e disse que em três dias estaria de volta. Quando acordei e me falaram que fazia quase dois meses que estava dormindo, tive crise de ansiedade. Quem sofreu foi minha família que foi chamada no hospital para se despedir de mim. Os médicos acreditavam que eu ia morrer a qualquer momento”, afirmou.

Recuperação

Com apoio da família e dos amigos, ela agora vive o chamado pós-covid, que exige atenção e acompanhamento. “Estou me recuperando, estou com uma escara nas costas devido à posição que fiquei por muito tempo, que dói muito, mas estou viva. Eu nasci de novo”, relatou Michelle.

Para aqueles que, mesmo com a ampla divulgação da doença e dos riscos que ela oferece, ainda não toma os cuidados devidos, ela deixou um recado. “Essa doença não é brincadeira, é terrível, estou aqui por um milagre. Só por muita oração estou aqui hoje. A recuperação não é fácil, eu ainda não ando, o pós-covid é muito complicado. Que as pessoas se conscientizem pelo próximo, às vezes não há sintomas, mas passa para outros e perde pessoas da família devido a irresponsabilidade. Temos que tomar a vacina. Eu já tinha tomado a primeira dose e vou me recuperar para tomar as doses restantes”, frisou Michelle.

Vida nova

Para ela, 2022 terá um novo sentido, o de ver a vida de outra forma e valorizar os momentos bons. “O ensinamento que tive é o de aproveitar mais a vida e minha família, eu só trabalhava e cuidava da casa, deixava de aproveitar as coisas boas e agora não vou mais fazer isso. Para 2022 espero muita saúde, que acabe esse vírus e essas variantes para que a gente possa viver normalmente”, concluiu Michelle.

Continuar lendo
Publicidade