Connect with us

Entrevista

Secretária de Comunicação revela os desafios para resgatar a autoestima do parnanguara

Camila Roque destacou como tem utilizado a transmídia para difundir as informações

Publicado

em

As redes sociais ampliaram as possibilidades de comunicação e se tornaram, ao lado dos meios tradicionais, formas eficientes de propagar a informação e atingir o público. Além de organizações privadas, as governamentais também têm utilizado as ferramentas para estreitar os vínculos com o seu público-alvo.

Sabendo disso, a secretária municipal de Comunicação, Camila Roque, que é especialista em audiovisual e edição de vídeos, tem apostado em novas mídias para transmitir as notícias da Prefeitura de Paranaguá e contou como tem sido esse processo inovador para a pasta. Um dos grandes objetivos do trabalho é resgatar a autoestima do cidadão parnanguara. Confira a entrevista:

Folha do Litoral News: Como foi o processo de inovação na forma de comunicar da Prefeitura de Paranaguá?

Camila: Isso aconteceu de forma natural até pela escolha da equipe. No início de 2017, nós tivemos um núcleo de pessoas com a cabeça aberta que já estavam nesse mundo das redes sociais. No meio do caminho houve algumas substituições, mas continuamos com a mesma linha, as pessoas que vieram com a cabeça aberta para as redes sociais. Pegamos a rede social ativa da Prefeitura de Paranaguá, que até então era o Facebook, que estava com uma faixa de 2 a 4 mil curtidas e hoje estamos com mais de 23 mil, de forma orgânica, sem nenhum tipo de impulsionamento. Foi algo que fomos entendendo como o público reagia a nossas publicações. Tivemos que mudar a estratégia em alguns momentos. Antigamente, as postagens eram feitas somente com link, o que gerava uma imagem padrão e não tinha aquele atrativo pelo visual e aos poucos fomos adaptando isso. Passamos por outro estágio, que foi quando percebemos que as pessoas não acessavam e isso era muito raso para nós, porque tínhamos informações mais importantes. Começamos a colocar um pedaço do conteúdo da matéria na postagem, o que melhorou, mas ainda não foi suficiente. Em parceria com o setor da Tecnologia da Informação, conseguimos instalar os artigos instantâneos, uma ferramenta do próprio Facebook que diminui o consumo de dados quando você acessa um site externo, ele abre uma versão dentro do Facebook e você não consome tantos dados. Isso aumentou em 70% o acesso às notícias. A gente percebeu que os questionamentos nos comentários diminuíram bastante daquilo que estava óbvio para quem abrisse a notícia.

 

Folha do Litoral News: Outras secretarias também têm seus próprios canais de comunicação. Conte-nos mais sobre a necessidade de criação deles.

Camila: Experimentamos outras ferramentas, como o Facebook institucional da prefeitura, mas sentimos a necessidade de fazer um veículo exclusivo para a Secretaria de Educação, porque tem uma demanda muito grande, um público específico e criamos um veículo segmentado para a Secretaria de Comunicação. O que começou com alguns pequenos avisos, hoje em dia já é o nosso ‘case’ de sucesso da prefeitura de comunicação segmentada. A Secretaria de Educação está no Instagram também e hoje é comum ver no painel de administração prefeituras de outras cidades seguindo. Tudo isso foi mérito dos jornalistas, em parceria com os estagiários, que aprendem, mas também nos ensinam. Temos uma boa interação também com a Secretaria de Meio Ambiente, que segue mais ou menos a mesma linha.

 

Folha do Litoral News: Como foi adaptado o transmídia para a Secretaria de Comunicação?

Camila: A secretaria saiu de uma situação confortável, que era a de publicar as informações em apenas um lugar, e assumiu várias outras frentes. Consequentemente, vimos a necessidade de fazer um conteúdo para cada plataforma e descobrimos que se tratava de transmídia. Hoje, por exemplo, se a gente pegar o “fake news” da passarela da Ilha dos Valadares que caiu, fizemos a publicação no site que foi por mala direta para os veículos, fizemos a postagem no Facebook com uma brincadeira, e também no “Fique Ligado”, um produto novo da secretaria que é um informativo de áudio distribuído nos grupos de relacionamento e também fizemos uma brincadeira para falar que é mentira. Usamos três plataformas diferentes. Houve outras questões também como a dengue, que foi multiplataforma, a Festa da Tainha que eu acredito que foi o nosso maior case até agora, a Festa do Caranguejo. Tivemos um show nacional na Festa da Tainha que era sucesso garantido, mas como o número de dias da festa diminuiu, precisávamos de outro atrativo. Entramos em contato com a RPC, pedimos autorização para fazer a exibição dos jogos da Copa do Mundo e conseguimos atrair as pessoas para a praça.

 

Folha do Litoral News: Como vocês têm trabalhado o resgate da autoestima do parnanguara?

Camila: O resgate da autoestima é uma constante para nós, principalmente para a Secretaria de Comunicação. Quando entramos aqui, sentimos que a sociedade, que as pessoas que consumiam as informações da prefeitura, tinham uma carência de atenção. Inclusive quando a gente respondia as pessoas, elas agradeciam. Fizemos uma pesquisa e entendemos que a autoestima precisava ser trabalhada. Nada mais justo do que devolver para a cidade mãe do Paraná o seu título, principalmente perante as outras cidades e quando tem uma interação do Governo do Estado e eles esquecem da gente, sempre colocamos “não esqueçam da gente, somos a cidade mãe do Paraná” e existe um respeito porque ninguém tira esse título da gente.

 

Folha do Litoral News: Como foi o processo de criação do Instagram da Prefeitura de Paranaguá?

Camila: O pioneiro foi o Instagram da Secretaria de Educação. Como a comunicação faz muita coisa que às vezes não aparece, criamos o “vedee_ai”, que é uma espécie de bastidores do que acontece na comunicação e também porque temos um público formado por estudantes da área na cidade. Discutimos entre nós para saber qual o nome a gente colocaria no Instagram, porque se fosse para colocar Prefeitura de Paranaguá cairíamos na mesmice. A sugestão foi colocar um nome mais caiçara, o “vedee_ai”. É onde tem a maior parte dos bastidores da comunicação, algumas coisas que não estão nas matérias oficiais, temos um número considerável de seguidores, mas estamos caminhando ainda porque temos muito a melhorar. Também criamos uma nova forma de comunicação que é o informativo “Fique por dentro”, para o público interno, que fica próximo ao relógio ponto.

 

Folha do Litoral News: Algum case de sucesso tem mostrado que vocês estão no caminho certo?

Camila: Quando desmentimos alguma “fake news” sempre temos um bom resultado. Vemos que estamos cada vez mais resgatando uma credibilidade, as pessoas estão entendendo que não é mais um departamento na Secretaria de Comunicação, mas uma referência. 

 

Folha do Litoral News: Qual a importância de ter uma equipe coesa e que aceita os desafios?

Camila: Ter uma equipe que tem unidade, que todos falam a mesma língua, é o segredo das coisas caminharem para dar certo. Quando escolhemos as pessoas para virem para cá, já têm que ter esse olhar multifunção, pessoas que tenham uma visão geral das coisas e que topem as nossas ações.
 

Continuar lendo
Publicidade

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.