conecte-se conosco

Eleições 2018

Professor Oriovisto reforça compromisso com os paranaenses

Candidato ao Senado esteve no litoral do Paraná e apontou quais as principais carências do Estado

Publicado

em

O candidato a senador pelo Paraná, professor Oriovisto Guimarães (PODE), esteve no litoral do Paraná na semana passada e deu uma entrevista exclusiva ao jornal Folha do Litoral News. Com ampla experiência na área educacional, o candidato frisou que almeja ao cargo para poder contribuir com o País que passa por um momento conturbado. Além disso, destacou que a corrupção precisa ser combatida no País e que, se eleito, pretende apoiar a reforma da Previdência. Confira a entrevista:

 

[videoyoutube]hWnwO2gcnQQ[/videoyoutube]

 

Folha do Litoral News: Com a carreira profissional consolidada na área empresarial e educacional paranaense, o que o motivou a ser candidato ao Senado?

Professor Oriovisto: Sempre acompanhei a política, a história do Brasil, os movimentos políticos e nunca fui alheio a isso, porque acho que a política interfere na nossa vida, quando tem muita inflação, muito desemprego. A política pauta o País como um todo e nós fazemos parte desse País e o bonito da democracia é isso, que você pode também alterar as coisas no seu País. Eu estou como toda a população brasileira, desencantado com o que está acontecendo nos últimos anos. A Operação Lava Jato foi impressionante, colocou as vistas de todo mundo o quanto de podridão e corrupção, quantos empresários corruptos e políticos igualmente corruptos existiam no nosso País. Fizeram um verdadeiro projeto de poder, de tentativa de se perpetuar no poder, corrompendo as instituições, quebrando a Petrobras, a nossa maior empresa, provocando uma recessão enorme, desemprego de mais de 13 milhões de pessoas. Por isso, vivemos em um País realmente muito difícil, eu acho que nessa hora, quando estamos em uma situação de dificuldade, não é hora de ficarmos indiferentes, mas o oposto, de tentarmos entrar na política, de dar alguma esperança para nós mesmos, para quem trabalha conosco, para nossos filhos, netos, vizinhos e tentar consertar esse País.

 

Folha do Litoral News: Quais propostas o senhor possui para alavancar o desenvolvimento de Paranaguá e do litoral?

Professor Oriovisto: O senador faz as medidas para o Brasil como um todo. Não tem poder específico para atuar em uma cidade. Quero ir lá para representar o Paraná e algumas questões do Estado como, por exemplo, o Porto de Paranaguá, uma rodovia, uma questão ambiental, tudo isso pode passar por uma lei federal e essa demanda chegando lá, serei sempre um aliado do povo do Paraná. Estarei lá para defender o povo e não fazer como certos senadores que nós já tivemos que ficaram discutindo ideologia, falando da Venezuela, falando que regime A era melhor que regime B, mas não cuidavam do Paraná. Chegamos a perder bilhões de reais por causa de briga política. Se eu for senador, a política para mim acaba com as eleições, daí para frente eu tenho o trabalho de defender o Paraná, seja quem for o governador, tudo que disser respeito ao Estado, tudo que eu puder trazer de recurso do Governo do Paraná eu estarei lá para isso.

 

Folha do Litoral News: Quais as principais políticas públicas que pretende defender para o Brasil caso seja eleito senador da República?

Professor Oriovisto: Minha prioridade são leis mais duras contra a corrupção. Nós tivemos um episódio muito triste, que foi aquela proposta das dez medidas contra a corrupção que teve mais de 1 milhão de assinaturas, foi uma emenda popular que foi para lá e o Senado transformou em medidas de abuso de autoridade. Inverteu! O tiro saiu pela culatra. O que era para ser uma série de leis com um combate mais duro da corrupção se transformou em instrumento para limitar o trabalho de juízes, procuradores e de investigadores. Porque a maior parte daquele Senado estava sendo investigado e não queriam leis mais duras que iriam afetar a eles mesmos. Quero dizer que nunca tive processo na minha vida, nunca nem passei perto de uma delegacia de polícia, nem de um juiz, seja o processo qual fosse, por isso eu quero leis mais duras contra corrupção, esse é o primeiro ponto. Depois precisamos fazer uma reforma na nossa previdência social, o nosso déficit da previdência está indo para um caminho que vai inviabilizar o próprio Governo Federal. Assim como o Rio de Janeiro ficou inviabilizado tempos atrás. O Brasil inteiro vai se inviabilizar se esse déficit da previdência continuar. Neste ano, se a gente somar o déficit da previdência municipal, estadual e federal, ele chega perto dos R$ 400 bilhões e a tendência é aumentar a cada ano. Vai chegar uma hora, se a gente não fizer nada, que não vamos ter dinheiro para pagar professor e os funcionários do próprio governo e o Brasil vai entrar em colapso, por isso tem que fazer a reforma da Previdência Social. Outra bandeira que defendo muito é a de uma justiça mais rápida. Nós temos uma justiça que demora muito e justiça que demora muito é injustiça e isso precisa mudar. Precisamos ter uma emenda constitucional, para que todos que forem condenados em segunda instância, realmente sejam presos e comecem a cumprir pena. E isso é uma interpretação do Supremo e nós não podemos mais ficar ao sabor das interpretações, é preciso ter isso claro, escrito na lei. O Brasil precisa também de reforma tributária, patrimonial, precisamos acabar com os privilégios, por exemplo, o sujeito que é eleito senador tem um plano de saúde que o acompanha, assim como a sua família, até que ele morra. Isso é um privilégio medieval, essas coisas quero denunciar e acabar. Para custear 513 deputados e 81 senadores temos um orçamento para o ano que vem de R$ 10,5 bilhões, que é maior que o orçamento anual de muitos Estados da federação como Piauí, Ceará e outros. Ou seja, tem alguma coisa de muito ruim acontecendo lá que a gente precisa passar a limpo. Vai começar a sobrar dinheiro para a educação, para a segurança, para as rodovias, para a saúde e aí o País começa a mudar um pouco.

 

Folha do Litoral News: Quais as principais necessidades que o senhor percebeu ao visitar os municípios do litoral?

Professor Oriovisto: O senador trabalha no atacado, não no varejo, por isso não posso fazer promessas aqui que não possa cumprir. O que eu posso é exercer a certa influência junto ao Governo do Estado para ver o que podemos fazer tanto na área educacional, na qual temos muitas ideias para melhorarmos, acho que existem medidas simples nas escolas públicas que são responsáveis por 80% da educação das nossas crianças, se o Ratinho for nosso governador eu pretendo ajudá-lo bastante nessa área. Dediquei 40 anos da minha vida trabalhando com educação, fui reitor da Universidade Positivo por dez anos e acho que posso dar uma boa contribuição. Mas poderei sugerir, não terei autoridade para mandar. Temos outras carências, claro, na saúde, saneamento, de infraestrutura, o próprio porto, temos várias carências no litoral.

 

Continuar lendo
Publicidade

Em alta

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.