conecte-se conosco

Turismo

Trio de palhaços é atração no receptivo de turistas na Praça Mário Roque

Cruzeiristas são recepcionados com risos e brincadeiras

Publicado

em

Os turistas que descem do navio MSC Lirica às sextas-feiras, em Paranaguá, são levados até o receptivo montado na Praça de Eventos Mário Roque. É lá que eles podem escolher um passeio para aproveitar o dia em um dos municípios do litoral e é também onde se deparam com os palhaços que fazem a alegria do público.

O navio tem realizado paradas todas as sextas-feiras em Paranaguá, desde o dia 1.º de dezembro, e segue até março também com embarques e desembarques de passageiros.

O trio faz parte da Cia dos Palhaços, um grupo de circo-teatro-música de Curitiba, cuja pesquisa é focada na Arte do Palhaço, do circo, da comicidade, da música e da improvisação. O grupo nasceu em 2004 e hoje é formado por três artistas: Eliezer Vander Brock, Felipe Ternes e Nathalia Luiz.

“Nós estamos atuando no Verão Maior Paraná, interagindo e fazendo algumas ações artísticas, recebendo o público que está fazendo o cruzeiro, os turistas que chegam em Paranaguá. Estamos com um circuito de apresentações do nosso espetáculo Gran Circo Stopim pelo litoral”, explicou Nathalia Luiz.

O público tem aprovado o trabalho do trio no receptivo. “Tem sido muito legal, temos recebido um feedback muito positivo desse pessoal que viaja para muitos lugares e fala que aqui está sendo muito diferente, que a gente os recebe muito bem, que está tudo muito estruturado. E, para a gente é uma novidade, uma possibilidade de trabalhar no verão, que é um período com menos trabalhos artísticos. É algo ótimo para a cultura, um fomento, é muito importante para nós estar aqui atuando e representando a palhaçaria brasileira”, afirmou Nathalia.

O trio é composto por Eliezer, Felipe e Nathalia

Experiência nova

Eliezer Vander Brock, mais conhecido como palhaço Wilson, trabalha há quase 20 anos na área e disse que para ele a experiência com turistas é nova. “Temos fazendo a recepção aqui em Paranaguá e algumas ações no litoral com nosso circo. Essa é a primeira vez que trabalhamos assim recebendo turistas, achamos bem interessante essa ideia. O pessoal tem falado muito bem sobre o movimento em Paranaguá, tem se surpreendido por ter o embarque e desembarque aqui. Para a gente enquanto palhaços é um novo universo, temos que falar outras línguas, principalmente o espanhol, e é bem interessante essa troca”, declarou.

Com a passagem de pessoas de todas as idades pelo receptivo, ele afirmou que a palhaçaria encanta a todos. “Nosso trabalho tem a filosofia de ser algo para a família toda, é de zero a 100 anos, não tem idade para compartilhar o riso e as brincadeiras”, afirmou o palhaço Wilson.

O palhaço Felipe Ternes, mais conhecido como “Sarrafo”, tem 21 anos de atuação na área e já trabalhou em outras temporadas de verão no litoral do Estado. “Especificamente em uma praça de eventos com uma ação voltada para turistas essa é a primeira vez. É uma experiência nova e interessante. A figura do palhaço tem essa coisa de interagir com as pessoas, é estigmatizado que seja uma arte para as crianças, mas na verdade não. É uma arte para todos, até porque todos têm uma criança dentro de si. Aqui na Praça tem sido bem homogêneo, para turistas de todas as idades”, contou Felipe.

O trio não fala outros idiomas, mas têm se dedicado a aprender um pouco para interagir mais com os turistas. “Temos aprendido algumas frases para interagir com essas pessoas e tem sido muito divertido”, finalizou o palhaço “Sarrafo”.

plugins premium WordPress