conecte-se conosco

Turismo

Litoral se prepara para receber navios de passageiros em temporada que inicia no próximo mês

Paranaguá receberá um navio por semana até março de 2024

Publicado

em

Foto: MSC

No próximo mês, inicia em Paranaguá a temporada de navios de cruzeiro da MSC. Desde que a cidade foi confirmada como ponto de embarque e desembarque de passageiros, o setor de turismo tem pensado em estratégias para oferecer as melhores experiências aos visitantes. Será um navio por semana de dezembro de 2023 até março de 2024. O navio MSC Lirica América do Sul sai de Paranaguá com destino a Itajaí (SC), passa por Punta Del Este (Uruguai), por Buenos Aires (Argentina) e retorna a Paranaguá.

A secretária municipal de Cultura e Turismo de Paranaguá, Maria Plahtyn, acredita que esta será uma nova página para o turismo na região. “Conseguimos prever algumas coisas, mas tenho certeza de que seremos surpreendidos positivamente em relação à demanda e ao atendimento, estamos nos aplicando em dar conhecimento para o trade, fazer cursos de qualificação de mão de obra. Junto com o Senac e Sesc fizemos vários cursos gratuitos e vemos que é um processo. A gente vê que quando o mercado se torna competitivo, a busca por qualificação aumenta”, observou Maria.

A primeira temporada de cruzeiros é apontada como uma nova fase para o turismo e também um período de adaptação para os empresários. “Estaremos dedicados durante esses três meses a esse projeto, será um desafio para gente assim como para o segmento do turismo. As pessoas vão entender melhor sobre esse público, o que eles esperam, se trata de um público que tem um orçamento de viagem maior que o turista tradicional. Estamos falando em mais de 50 mil pessoas que visitarão o litoral durante a temporada de cruzeiros, se conseguirmos captar pelo menos uma parte dessas pessoas vamos ter um turismo que vai se sustentar ao longo dos anos e entramos em uma nova fase”, afirmou Maria.

De acordo com a secretária, dados da MSC indicam que cerca de 80% dos passageiros que viajam em navios retornam aos destinos. “É mais que uma oportunidade pontual, podemos mostrar o destino para que essas pessoas retornem a Paranaguá. É um público formado por pessoas do interior do Paraná, da Argentina, do Uruguai, não estamos tão distantes e elas vão retornar se forem bem atendidas e tiverem uma boa experiência”, acrescentou a secretária.

Expectativa e preparação do setor de turismo

O diretor executivo da ADETUR Litoral, José Reis de Freitas Neto, o Juca, explicou que desde agosto ocorrem capacitações nos municípios do litoral para informar sobre a operação dos navios de passageiros. 

“É um trabalho feito pela Secretaria Municipal de Turismo, Adetur e Governo do Estado, em todo o litoral para termos os produtos de todas as cidades representadas. Já estivemos em Paranaguá, Matinhos, Pontal do Paraná, Morretes, Antonina, Guaraqueçaba e na Ilha do Mel levando informações sobre o receptivo, como atender os argentinos, a questão da moeda, não é recomendado aceitar os pesos porque não tem como trocar no Brasil, devido a desvalorização ser muito grande. O foco é a oportunidade que o navio está trazendo para a cidade”, afirmou Juca.

Cerca de 3 mil pessoas, entre passageiros e tripulantes, passarão pelo litoral todas as sextas-feiras a partir do mês de dezembro. “Em Paranaguá, teremos um receptivo específico para atender o visitante que vai chegar, no qual terá todos os municípios representados e todos poderão vender os seus produtos, estamos tentando agregar todo o trade através das operadoras de turismo. Toda a cadeia turística começa com eles, são eles que vendem. A gente tem uma visão distorcida de operador, mas é ele que leva o produto para fora de Paranaguá”, observou Juca.

Reuniões são realizadas para alinhar o receptivo desses turistas

Segundo ele, Paranaguá terá cardápios em três línguas e uma capacitação rápida para os garçons para que possam também falar sobre os atrativos da região. “Estamos entusiasmados e felizes porque vamos trabalhar em grupo, algo que queríamos há muito tempo. Os empresários estão trabalhando juntos, vamos fazer material de divulgação, cada um contando a história do seu restaurante”, antecipou Juca.

Ele lembra que este é um momento único para a região que, até então, só recebia navios de forma pontual. “O navio não vai salvar o turismo, mas é uma oportunidade muito grande para o litoral do Paraná mudar sua cultura com relação ao turismo. Nunca vi um trade tão otimista como com o cenário atual e se preparando para atender bem. A iniciativa pública inicia e apoia o turismo, quem leva é a iniciativa privada e esse é o momento de trabalhar”, finalizou Juca.

Convention

O presidente do Convention & Visitors Bureau Paranaguá, André Alexandre, confirmou o entusiasmo dos empresários com a proximidade da chegada dos cruzeiros. “Já estamos movimentando o trade para melhor atender esses visitantes. Nessa semana, tivemos uma reunião com vários empresários para o alinhamento do receptivo. O Convention continuará sendo um agente facilitador, uma associação sem fins lucrativos que visa fomentar o turismo local e unir o setor. Participaram da reunião cerca de 20 empresários entre restaurantes, hotéis e passeios (barco, canoa havaiana, etc) e dois operadores turísticos também que vão nos ajudar na venda de pacotes para os turistas”, contou André.

plugins premium WordPress