conecte-se conosco

Polícia

Suspeito de envolvimento com o Tribunal do Crime é preso em Antonina

Publicado

em

Denúncias anônimas levaram policiais militares de Antonina, até uma casa no bairro Batel, na tarde de quinta-feira, 29, onde um indivíduo suspeito de envolvimento com o Tribunal do Crime e que sentenciou à morte, um homem de 28 anos, conhecido como “Galinha”, estava escondido.

De acordo com a corporação, várias equipes foram até o endereço indicado, na Rua Vereador Antônio Cândido Xavier, e cercaram o imóvel.

Durante o monitoramento do local foi possível constatar que o indivíduo indicado na denúncia estava dentro da casa.

Mateus Saul do Amaral Gonçalves, de 21 anos, foi abordado e preso.

BALDE

Ao realizar buscas no quintal da residência, os policiais encontraram um balde, cor cinza, com roupas sujas com sangue.

Documentos pessoais, em nome de outro indivíduo preso, por conta da execução de “Galinha”, também foram encontrados no local.

Todo o material foi apreendido e entregue no plantão da Polícia Civil.

Presos

Desde que o crime foi descoberto, na noite de quarta-feira, 28, é a quarta prisão de indivíduos envolvidos no brutal assassinato realizada pela Polícia Militar.

Além dos presos, um casal e uma adolescente, também foram conduzidos para a Delegacia de Polícia Civil de Antonina, para prestar depoimento.

Os investigadores acreditam que pelo menos seis pessoas teriam envolvimento direto na morte de Edileno Cardoso Oliveira Cordeiro, de 28 anos, conhecido como “Galinha”.

O corpo de “Galinha” foi encontrado decapitado e enterrado na parte dos fundos de um imóvel, no bairro Batel.

Em outra casa abordada, um foragido da Justiça foi preso. Ele era procurado pelo envolvimento com o tráfico de drogas e participação em um homicídio

Foragido

Ainda na quinta-feira, 30, e seguindo informações repassadas para a corporação pelo telefone 190, equipes foram até uma casa, na Rua Getúlio Vargas, também no bairro do Batel, onde um foragido da Justiça estaria escondido.

Ao se aproximar do imóvel, os policiais flagraram um indivíduo em atitude suspeita. O rapaz, de 29 anos, entrou correndo na residência.

Diante da atitude suspeita, ele foi perseguido e abordado.

Enquanto era identificado, Antenor Ferreira da Silva Neto, de 29 anos, tentou enganar as equipes, passando uma data de nascimento errada.

Através do sistema de identificação da SESP – Secretaria Estadual de Segurança Pública, os policiais constataram a informação e descobriram que contra Antenor havia dois mandados de prisão em aberto.

O indivíduo estava sendo procurando pela Justiça por conta do envolvimento com o tráfico de entorpecentes e pelo crime de homicídio.

Antenor Ferreira da Silva Neto recebeu voz de prisão e foi encaminhado para o setor de carceragem da PCPR.

Drogas e Munições

Dentro da casa onde Antenor foi preso, as equipes encontraram e apreenderam três munições de calibre .380, intactas, tabletes de maconha e duas plantas do entorpecente.

As munições foram encontradas em um vidro de conservas, no armário da cozinha, e, de acordo com Antenor, estavam na arma usada no homicídio que ele cometeu.

Todo o material recolhido na casa também foi encaminhado para o plantão da Polícia Civil, que segue com as investigações.