conecte-se conosco

Polícia

Pânico na rodovia: Em menos de 72 horas quatro caminhoneiros são assaltados na BR-277

Todos os motoristas foram amarrados e amordaçados e ficaram algumas horas sob a mira de armas de fogo ou mantidos reféns, no meio do mato.

Publicado

em

Desde a noite de segunda-feira, 16, a BR-277 tem sido cenário de ações ousadas e planejadas de criminosos especializados em roubo de cargas. As quadrilhas que agem na região abordaram quatro caminhões, três deles carregados com óleo vegetal, e um, com grãos de soja. 

Todos os motoristas foram amarrados e amordaçados e ficaram algumas horas sob a mira de armas de fogo ou mantidos reféns, no meio do mato.

ABORDAGENS

Na noite de segunda-feira, 16, um caminhoneiro, de 32 anos, morador no interior de São Paulo, foi surpreendido por dois indivíduos, um deles portando arma de fogo, que invadiram a cabine do veículo.

O caminhoneiro foi rendido dentro da cabine do veículo por dois criminosos armados. Ele seguiu com os assaltantes até um matagal, em Morretes

O caminhão estava parado na BR-277, nas proximidades da entrada de Paranaguá. 

Para entrar no veículo, eles quebraram o vidro da janela do passageiro e antes de abordar o motorista, que estava deitado, dispararam um tiro.

Neste momento, um dos suspeitos gritou “perdeu, perdeu motorista, fica deitado”. A dupla invadiu a cabine e amarrou as mãos e pés do caminhoneiro, com fitas plásticas. 

Os criminosos trafegaram com o caminhão pela rodovia, até a rotatória do Parque São João, onde um veículo, possivelmente um Fiat Siena, cor escura, se aproximou.

O carro, também usado pelos criminosos, trazia um equipamento que bloqueia o sinal do rastreador do caminhão. Um integrante da quadrilha teria entrado na cabine carregando o aparelho.

Os dois veículos seguiram pela BR-277, no sentido capital do estado. 

Durante o trajeto o caminhão parou no acostamento da rodovia e o motorista, que estava com a cabeça coberta, foi deixado em um matagal. A vítima foi vigiada durante a noite e madrugada, por um suspeito armado.

Por volta das 11h30, da terça-feira, 17, o assaltante deixou a vítima amarrada no meio do mato e seguiu para a rodovia. O suspeito teria embarcado em um carro, que buzinou no acostamento.

Percebendo que o criminoso tinha ido embora, o caminhoneiro arrebentou as fitas plásticas que prendiam seus pés e correu para o acostamento da BR-277 para pedir socorro.

Funcionários da concessionária que faziam a manutenção de um trecho da rodovia foram avisados da situação por motoristas que passavam pela região. Eles acionaram a Polícia Rodoviária Federal e uma equipe foi até o local. 

O motorista foi conduzido até a unidade da PRF em Paranaguá e entrou em contato com o proprietário do caminhão, que já tinha acionado a Polícia Militar, por perceber uma mudança na rota do caminhão.

O veículo, carregado com óleo vegetal, foi abandonado na cidade de Curitiba.

SOJA

O segundo caminhoneiro abordado por criminosos na BR-277, estava descansando dentro da cabine do veículo, na noite de terça-feira, 17, nas proximidades da praça de pedágio, em São José dos Pinhais, quando dois assaltantes armados, invadiram o veículo. 

De acordo com a vítima, os suspeitos quebraram uma das janelas do caminhão e entraram na cabine. Armados, eles renderam o motorista e o ameaçaram de morte.

O caminhoneiro seguiu com os assaltantes, dentro do veículo, até a região de Morretes, onde ficou com os suspeitos em um matagal.

Dois comparsas, que chegaram de carro, teriam entrado no caminhão e seguido com o veículo pela rodovia, no sentido Paranaguá.

Mantido refém por algumas horas, sempre sob a mira das armas, o motorista foi libertado no começo da manhã de quarta-feira, 18. Ele foi orientado pelos assaltantes a permanecer por um tempo no meio do mato, até que eles conseguissem deixar a região.

Os criminosos levaram um aparelho celular e objetos pessoais do motorista.

ABANDONADO

Por volta das 10h, populares entraram em contato com a Polícia Militar e relataram que um caminhão estava parado de forma suspeita na marginal da BR-277, na entrada de Paranaguá.

Imediatamente, equipes foram até o local e constataram o fato.

O cavalo mecânico estava praticamente desacoplado da carreta e indivíduos já retiravam parte da carga. O veículo estava carregado com soja.

Possivelmente ao perceber a aproximação das viaturas policiais pela rodovia, os criminosos abandonaram o caminhão e fugiram.

Enquanto registravam a ocorrência, o motorista, que foi vítima dos assaltantes, entrou em contato com a corporação. Ele foi informado da situação e compareceu no local onde o caminhão estava.

ÓLEO VEGETAL 

Na noite de quarta-feira, 18, por volta das 20h, a Polícia Rodoviária Federal foi acionada por um motorista de caminhão, relatando ter sido vítima de uma tentativa de roubo.

Os dois semi-reboques, carregados com óleo vegetal, foram abandonados na PR-407, rodovia das praias, no bairro Parque Agari, em Paranaguá

O caminhoneiro teria parado o veículo, carregado com óleo vegetal, na altura do KM 22, da BR-277, na região de Morretes, para verificar uma falha mecânica.

Neste momento, ele foi surpreendido por dois indivíduos armados. A vítima foi amarrada e levada até um matagal, na marginal da rodovia, onde permaneceu por algum tempo.

Ao perceber que os assaltantes não conseguiram ligar o caminhão, possivelmente pelo problema apresentado anteriormente, e por esse motivo haviam deixado o local, o caminhoneiro saiu do mato e acionou a PRF.

Policiais rodoviários foram até a região onde o motorista estava e constataram a situação.

A vítima e o caminhão foram escoltados até a unidade da corporação, em São José dos Pinhais.

TANQUES

Por conta do acionamento e da região onde o fato aconteceu, a Polícia Rodoviária Federal pediu apoio no patrulhamento da rodovia para a Polícia Militar, em Paranaguá.

Equipes da RPA – Rádio Patrulha Auto e da ALI – Agência Local de Inteligência, intensificaram o monitoramento da BR-277 e da PR-407, rodovia das praias. 

Durante o procedimento, os policiais encontraram um cavalo mecânico parado no acostamento, na altura do KM 21. 

Ao verificar o interior da cabine, a equipe encontrou o motorista amarrado e amordaçado.

O homem, de 58 anos, disse que tinha parado o veículo na estrada, para verificar a situação de outro caminhoneiro que trabalha na mesma empresa e que estava com o caminhão estacionado na rodovia.

Os policiais ligaram os fatos e descobriram que o outro caminhoneiro citado, era a primeira vítima dos assaltantes.

Libertado e mais calmo, o motorista relatou que foi abordado por dois indivíduos armados e obrigado a permanecer dentro da cabine.

Os assaltantes teriam dirigido o caminhão por aproximadamente 1h e parado por alguns instantes. O caminhoneiro acredita que foi neste momento que os suspeitos desatrelaram os dois semi-reboques carregados com óleo vegetal. 

PR-407

Imediatamente, as viaturas continuaram com o patrulhamento pela região e conseguiram localizar os dois semi-reboques. Os tanques estavam abandonados na marginal da PR-407, rodovia das praias, no bairro Parque Agari, na entrada de Paranaguá.

 Policiais militares e rodoviários federais realizaram patrulhamento pelas rodovias que cortam a região, mas não localizaram os assaltantes

Nenhum suspeito foi localizado.

Os dois motoristas envolvidos nesta ocorrência foram encaminhados para a unidade da PRF, onde as providências cabíveis foram adotadas.

Em alta