Connect with us

Polícia

Homem é executado a tiros na praça do Jardim Samambaia

Publicado

em

Homem é executado

Moradores e frequentadores da Praça, do Jardim Samambaia, foram surpreendidos na noite de terça-feira, 20, por volta das 22h, por vários tiros que foram disparados por um indivíduo e acertaram um homem que caminhava pela calçada, perto do parque infantil, instalado no logradouro público.

Assustados, os populares se protegeram e logo após os tiros, acionaram a Polícia Militar e o Samu.

O homem baleado não resistiu aos graves ferimentos e morreu no local. A morte foi constatada pelos socorristas.

Atingido no peito e na coxa esquerda, Israel Gomes dos Santos, de 54 anos, era morador na região. O corpo foi reconhecido por populares que estavam na praça.

A área onde o crime aconteceu foi isolada e periciada pela criminalística. O corpo de Israel foi recolhido ao IML – Instituto Médico Legal de Paranaguá, onde passou por exames complementares.

ASSASSINO

De acordo com testemunhas, Israel foi surpreendido por um rapaz que o seguia. Os dois caminhavam pela praça, quando o suspeito sacou a arma e atirou na direção da vítima. Logo em seguida, o indivíduo fugiu correndo. Ele entrou em um acesso, ao lado da Avenida Ayrton Senna, na Vila São Jorge.

Viaturas fizeram patrulhamento na região, mas não localizaram o suspeito.

58.º HOMICÍDIO

A morte de Israel Gomes dos Santos, de 54 anos, é o 58.º homicídio registrado em Paranaguá este ano. No litoral são 115 casos.

Uma equipe da Polícia Civil esteve no local e começou a investigar o crime.

FILHO

Enquanto registravam a ocorrência, no local onde Israel foi executado, policiais militares receberam a informação que o filho da vítima havia sido assassinado no começo do ano.

Mateus Ferreira dos Santos, de 21 anos, foi morto a tiros na madrugada do dia 8 de março. Ele caminhava pela Rua Carlos Oliveira da Velha, nas proximidades da casa do seu pai, quando foi surpreendido pelo assassino.

Atingido por pelo menos três disparos de arma de fogo, Mateus morreu no local.

Moradores da região, que ouviram os disparos, acionaram a Polícia Militar.

O caso também segue em investigação.