conecte-se conosco

Polícia

Corpo de bombeiros registra três mortes por afogamento no litoral em menos de 24h

O primeiro afogamento grave aconteceu na praia Mansa, no balneário de Caiobá, em Matinhos. Um homem, de 49 anos, não resistiu aos ferimentos e morreu no Hospital Regional

Publicado

em

Três pessoas morreram afogadas no litoral do estado, em menos de 24h. O primeiro caso de afogamento grave foi registrado pelo Corpo de Bombeiros no final da manhã de domingo, 27, na praia Mansa, no balneário de Caiobá, em Matinhos.

Dois adolescentes, um com 13 anos e outro com 15, sofreram afogamento grau 2 (moderado), e um homem, de 46 anos, foi retirado do mar inconsciente e em parada cardiorrespiratória.

Foto: BPMOA

Atendidos na areia da praia, os adolescentes foram encaminhados para uma unidade de saúde de Matinhos.

A terceira vítima resgatada foi reanimada, estabilizada e transportada no helicóptero Falcão 03, do BPMOA – Batalhão de Polícia Militar de Operações Aéreas para a emergência do Hospital Regional, onde faleceu.

HERÓI

Luciano Habith Borba, de 49 anos, morador na cidade de Colombo, estava com o filho e alguns amigos na praia, quando os três adolescentes se afogaram.

Luciano Habith Borba, morador na cidade de Colombo, estava com o filho e alguns amigos na praia, quando os três adolescentes se afogaram. (Foto: Redes Sociais)

O filho do carteiro, que sabia nadar, conseguiu sair sozinho da água. Os dois amigos foram puxados pela correnteza. Ao perceber a situação, Luciano entrou no mar para salvar os meninos e acabou se afogando gravemente.

ILHA DO MEL

As outras duas mortes aconteceram na tarde de segunda-feira, 28, na praia de Encantadas, na Ilha do Mel, em Paranaguá.

Dois rapazes, um com 18 anos, e o outro com 24 anos, tomavam banho no mar, quando se afogaram.

Um dos banhistas foi retirado da água logo em seguida e estava em parada cardiorrespiratória, ele não resistiu aos graves ferimentos.

Foto: BPMOA

A segunda vítima ficou submersa por algum tempo e foi localizada por embarcações que participaram da operação de resgate. O rapaz também não resistiu.

Além de guarnições e embarcações do Corpo de Bombeiros, a tripulação médica do helicóptero Falcão 03, do BPMOA – Batalhão de Polícia Militar de Operações Aéreas participou do atendimento.

Os corpos foram encaminhados para a base do CIOM – Centro Integrado de Operações Marítimas, instalado no bairro Costeira, em Paranaguá, onde uma viatura do IML – Instituto Médico Legal, aguardava.

OPERAÇÃO VERÃO

O Corpo de Bombeiros lembra que com o fim da Operação Verão, o atendimento em postos de guarda-vidas acontece apenas nos finais de semana e com um número bem menor de equipes.

A corporação orienta que os turistas e visitantes procurem os locais protegidos, ou com maior movimento, e evitem áreas isoladas, além de tomarem todos os cuidados necessários durante o banho de mar.