conecte-se conosco

Opinião

Um olhar para o Paraná do futuro – Alexandre Curi

Publicado

em

Historicamente, a vocação agrícola e o potencial agroindustrial contribuem para deixar o Paraná em destaque no cenário nacional e internacional. A cada ano o agronegócio supera recordes e contribui para o progresso estadual. Este modelo, sem nenhuma dúvida, transformou o Interior na locomotiva econômica do Estado.

Contudo, ainda precisamos de energia para alcançar um desenvolvimento socioeconômico equilibrado. A taxa populacional é uma amostra das grandes diferenças regionais e aponta que ainda há problemas que precisamos equacionar, principalmente em relação à modernização da infraestrutura dos municípios, para que todos os paranaenses possam ter uma vida melhor.

Atualmente, as 20 maiores cidades do Paraná – ou 5% dos 399 municípios paranaenses – concentram uma população estimada em 6,1 milhões de pessoas. O número representa aproximadamente 52% do total de 11,8 milhões de habitantes do Estado, segundo dados preliminares do Censo Demográfico realizado em 2022 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Em 2009, ainda conforme o IBGE, 209 cidades paranaenses tinham menos de 10 mil habitantes. Passados 13 anos, o número caiu para 203. Ou seja, apenas seis localidades subiram de patamar, apesar da população paranaense ter aumentado 11,7% no mesmo período. A Região Metropolitana de Curitiba (RMC) cresceu ainda mais: 16% e nove de seus 29 municípios estão entre os maiores do Estado.

No lado Leste moram quase 36% das pessoas que nasceram ou escolheram viver no Paraná. A região Norte concentra cerca de 17% dos paranaenses, enquanto a parte Oeste tem 18% e o Noroeste aproximadamente 17% da população estadual. Nos Campos Gerais estão 8,5% e o Centro-Sul tem 3,5% dos moradores do Estado.

O fato é que 85% da população vive em centros urbanos – grandes, médios e pequenos – e os outros 15% residem na área rural. Sem desconsiderar as dificuldades enfrentadas pelas famílias do campo, os dados mostram a necessidade de ampliar a oferta de serviços e melhorar a qualidade de vida de quem mora nas cidades, principalmente as menores.

Trata-se de uma tarefa essencial para reduzir as desigualdades regionais e equilibrar a gangorra do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH). Hoje, o Paraná tem localidades em um patamar bastante alto, enquanto boa parte dos municípios ainda puxa os dados para baixo.

A busca pela harmonia no crescimento exige um grande esforço do Poder Público e justifica a realização de um amplo programa de investimentos nas cidades, notadamente naquelas com as menores populações e que, por isso, têm poucos recursos. É isso que estamos vendo nos últimos anos, com uma gestão no Governo do Estado focada em programas e obras para modernizar serviços e estruturas urbanas.

Em parceria com a Assembleia Legislativa, o Poder Executivo realizada, entre outras ações relevantes, o Programa Paraná Mais Cidades. Metade do investimento para este projeto sai do orçamento do parlamento, que tem feito uma grande economia para permitir que haja recursos suficientes para repasse aos municípios. Agora, esta iniciativa ganha uma nova versão.

Com este trabalho conjunto entre Executivo e Legislativo, que envolve todas as deputadas e todos os deputados, vamos pavimentar as ruas de todas as cidades paranaenses com até 7 mil habitantes. Além de asfalto, o programa permitirá a instalação de calçadas, galerias pluviais e iluminação pública de LED.

Me orgulha ter contribuído com esta nova conquista dos pequenos municípios. Faço um mandato municipalista, resolutivo e sempre perto das pessoas. Conheço as demandas da nossa gente, principalmente daqueles que habitam localidades com baixo IDH, e sei que entre as grandes reivindicações estão a urbanização e a pavimentação.

O Governo do Estado demonstra este entendimento municipalista, valoriza os prefeitos e tem liberado muitos recursos a fundo perdido para que eles possam honrar seus compromissos com a população. É com este olhar para a frente, comprometido com o futuro das nossas cidades, que faremos o Paraná avançar. Um Paraná mais forte tem que ter cidades fortes.

Alexandre Curi é deputado estadual pelo PSD e primeiro-secretário da Assembleia Legislativa do Paraná.

plugins premium WordPress