Connect with us

Litoral

Três embarcações do Governo Estadual operam o ferry-boat em Guaratuba

Publicado

em

As filas de espera que chegaram a mais de duas horas para ingressar no ferry- boat colocaram o serviço, que é essencial para o acesso a Guaratuba no litoral do Paraná, em foco nos últimos dias pela população, autoridades e órgãos públicos. A Marinha do Brasil, por meio da Capitania dos Portos do Paraná (CPPR), apurou a situação das embarcações que operam no local, bem como a realização de fiscalizações, algo que é feito constantemente pela CPPR. Além disso, na quarta-feira, 21, o Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER-PR) se posicionou oficialmente sobre a questão das filas e da nova empresa que assumiu o ferry-boat neste mês.

“A Capitania dos Portos do Paraná (CPPR) fiscaliza frequentemente os ferry-boats e balsas utilizadas na Travessia de Guaratuba com o emprego de equipes de Inspeção Naval com foco na segurança da navegação, salvaguarda da vida humana e prevenção da poluição hídrica a partir de embarcações”, informa, em nota, a assessoria da CPPR.

Segundo a Capitania dos Portos, atualmente, três ferry-boats, pertencentes ao Governo do Paraná, estão em operação e aptos para navegação em Guaratuba. Ou seja, a empresa que assumiu o serviço, a BR Travessias, ainda não possui embarcações próprias no local. 

“A última ação de Inspeção Naval na Travessia de Guaratuba ocorreu no dia 17 de abril com a fiscalização referente à documentação e aos itens de segurança e salvatagem, de acordo com as Normas da Autoridade Marítima para Embarcações Empregadas na Navegação Interior (Normam-02/DPC)”, afirma a Capitania. 

DER-PR se posiciona

Conforme divulgado pela Folha do Litoral News, na terça-feira, 20, a Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados do Paraná (Agepar) pediu informações ao DER-PR sobre a questão da demora nas filas do ferry-boat. Na quarta-feira, 21, o DER emitiu nota sobre o assunto, destacando que, até o dia em questão, “não recebeu solicitação de informações do órgão regulador, e que tomou conhecimento do assunto por meio da imprensa”, informa.

“Esclarece ainda que o edital de licitação da concessão da travessia foi revisado e aprovado pela Agepar antes de ser publicado pelo DER/PR em julho de 2020, com todos os procedimentos relativos à transição entre concessionárias sendo de conhecimento do órgão regulador”, informa a nota.

Segundo a nota, o DER-PR está acompanhando a situação e já notificou a empresa concessionária, pedindo esclarecimentos quanto ao que está ou será feito no ferry-boat para que a situação melhore. “A empresa informa que uma balsa chegou na semana passada e, assim que passar por adaptações e inspeção da autoridade marítima, passará a ser utilizada na travessia também. Além disso, estão desenvolvendo procedimentos para acelerar a chegada de mais embarcações”, afirma a nota. “Segundo avaliação da empresa, a liberação do acesso ao litoral resultou em uma demanda acima do esperado para Guaratuba”, informa.

Melhorias

Segundo a nota, o DER-PR está acompanhando a situação e já notificou a empresa concessionária

O DER-PR afirma que a situação do ferry-boat neste momento é pontual, “resultante da transição entre concessionárias e completamente momentânea, com a chegada de novas embarcações em breve normalizando o atendimento, e, na sequência, com a realização de serviços na área concessionada, uma grande melhora na travessia em relação ao que era vivenciado em décadas passadas”, complementa.

“Com a mudança, a nova empresa concessionária deve iniciar uma série de melhorias, as quais incluem a revitalização do pavimento, drenagem, iluminação e sinalização da área de concessão, implantação de ciclovias, e a reforma e adequação dos quatro atracadouros, incluindo rampas e flutuantes, já a partir deste primeiro ano de contrato. Também serão revitalizadas edificações da área, incluindo a bilheteria secundária de Guaratuba, nos anos um e dois e nos anos sete e oito do contrato; a bilheteria da Prainha nos anos dois e oito; a lanchonete; Serviço de Atendimento ao Usuário (SAU); instalações sanitárias; fraldário e área de convivência do lado de Guaratuba nos anos um e, depois, nos anos sete e oito”, afirma o DER-PR.

Segundo o DER-PR, a BR Travessias irá construir uma nova bilheteria no município, assim como um novo SAU na região da Prainha. Será instalado um sistema antiqueda de veículos nos ferry-boats ainda no primeiro ano da concessão e uma barreira flutuante para conter vazamentos de óleo possivelmente em 2022.

Tarifa

“Quanto ao valor da tarifa, o DER/PR esclarece que o valor praticado pela antiga concessão havia sido penalizado pelo órgão em 2012, resultando no valor reduzido de R$ 7,40 vigente até o dia 6 de abril. Sem a penalidade, aplicada devido ao não cumprimento de cronograma de investimentos e melhorias e de outros itens contratuais, a tarifa prevista para a concessão antiga seria de R$ 9,60 em 2021. Este valor de R$ 9,60, sem a penalidade, é quase 8% maior que o valor da nova concessão, que entrou em vigor no dia 7 de abril, com a tarifa básica de R$ 8,90”, finaliza a nota. 

Fotos: Alessandro Vieira/AEN

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.