conecte-se conosco

Infraestrutura

Prefeito detalha como será feita a ampliação da passarela da Ilha dos Valadares

Benfeitoria de R$ 13 milhões fará o alargamento da estrutura

Publicado

em

Foto: Prefeitura de Paranaguá/Secom - Arquivo

No dia 7 de abril, o governador Carlos Massa Ratinho Júnior esteve em Paranaguá, no Estádio Fernando Charbub Farah, onde realizou a assinatura de lançamento dos editais e do início da licitação para recuperação e ampliação da passarela da Ilha dos Valadares junto ao prefeito Marcelo Roque. A obra é aguardada por toda a população parnanguara e deve se tornar realidade através do investimento de R$ 13 milhões, onde do valor constam R$ 12,3 milhões do Governo do Estado e R$ 700 mil de contrapartida do município. Em entrevista na sede da Folha do Litoral News, o prefeito detalhou como será feita a benfeitoria, bem como ressaltou que no dia 9 de maio ocorrerá o início do processo licitatório, com abertura dos envelopes, com obras possivelmente sendo iniciadas em junho deste ano.

Segundo o prefeito, a obra de ampliação da passarela da Ilha dos Valadares é essencial e uma das mais importantes de Paranaguá. “É uma ampliação porque ela une, nas duas cabeceiras da ponte, tanto do lado do continente como do lado da ilha, só não pode juntar no meio, porque aí tem uma estrutura diferenciada, a tubulação da água da Paranaguá Saneamento. Mas eu posso dizer que é uma ampliação de uma ponte que vai passar veículos pesados. Hoje ela tem em torno de 4,5 a cinco metros, com o alargamento ela passará a ter sete metros. São R$ 13 milhões em investimentos, R$ 12,3 milhões do Governo do Estado e R$ 700 mil de contrapartida do município, que é 5% de toda a obra”, detalha Roque.

“O município nunca recebeu uma verba de fundo perdido, recebia sim do Governo Federal, do senador Álvaro Dias, de alguns deputados federais, mas do Estado nós estamos recebendo praticamente R$ 25 milhões de investimento a fundo perdido. A ponte é fundo perdido. O município não teria condições de arcar com este investimento. Foi falado com o governador Ratinho Júnior a cerca de um ano e meio atrás, ele me cobrou para fazer o projeto que ele repassaria o dinheiro. Rapidamente, nós licitamos junto com o Silvio, o Ildeivan e o Ricardo Feitosa, eu falo que esta é a trinca da infraestrutura do nosso município, algo feito rapidamente, com empresa ganhando a licitação e fazendo todo o levantamento subaquático, das estacas, do alargamento, do que pode passar, tudo foi feito”, explica Marcelo. 

De acordo com o gestor, após conclusão do levantamento, foi encaminhado tudo ao Governo do Estado através da Secretaria do Estado de Desenvolvimento Urbano e de Obras Públicas (SEDU). “O governador veio em abril pensando que ia assinar só os editais e repassar o dinheiro, mas foi tão rápido a questão interna do SEDU com o Silvio Loyola, o Ildeivan e o Ricardo que eles fizeram os editais e conseguiram marcar a licitação. A licitação está marcada”, detalha. 

“Há uma desconfiança muito grande quando se fala em ponte e alargamento, porque isso está sendo prometido há eleições e eleições. Se prometia uma ponte nova, teve um que prometeu uma ponte saindo lá do Litério, que iria ao Cidrão e faria uma manobra. Teve uma que queria um teleférico do lado da ponte, indo de um lado para o outro. Teve tanta mentira que ouvi e eu nunca prometi, sempre prometi uma ampliação, que é o que estamos fazendo agora. Nós vamos ampliar aquilo que já é existente”, ressalta Marcelo Roque.

“Esta obra será uma das mais importantes que nós teremos no nosso município”, afirma o prefeito Marcelo Roque

Licitação em 9 de maio e obras em junho

O prefeito ressalta que é mais fácil ampliar uma estrutura já existente, inclusive na questão processual. “É muito mais fácil para você fazer as licenças ambientais, porque não tem degradação, não tem dano ao meio ambiente, não tem nada. É muito mais fácil fazer uma ampliação. A gente sabe a dificuldade que é fazer uma ponte nova em outro local”, destaca. “Nós fizemos diferente e graças a Deus deu tudo certo”, explica. A data para início do processo licitatório da obra, com abertura dos envelopes, será no próximo dia 9 de maio. “A gente espera que no dia 9 não tenha impugnações, briga de outras empresas, que tudo possa correr no rito normal, e aí no primeiro semestre, em junho, a gente tenha uma empresa vencedora que possa fazer esta obra tão esperada pelo nosso município”, salienta.

“Esta obra será uma das mais importantes que nós teremos no nosso município, juntamente com o Erasto Gaertner e o Tarifa Zero, bem como com a possibilidade de ter o Pequeno Príncipe aqui em Paranaguá, algo que nós desistimos e que estamos lutando”, finaliza Marcelo Roque.