conecte-se conosco

Infraestrutura

2.º Fórum Regional de Mobilidade, Infraestrutura e Desenvolvimento Sustentável ocorre em Paranaguá

Evento contou com presença dos prefeitos do litoral, secretários de Estado, empresários, entidades e autoridades

Publicado

em

Na terça-feira, 21, das 9h às 21h30, aconteceu no auditório do Instituto Superior do Litoral do Paraná (Isulpar), em Paranaguá, o 2.º Fórum Regional de Mobilidade, Infraestrutura e Desenvolvimento Sustentável  do Paraná, com realização do Marketing de Cidades, Isulpar, Instituto de Estudos Marítimos e Portuários (IEMP) e Espaço Cultural Lucélia Salgado.. O evento fomentou diversos debates com foco na melhoria da infraestrutura do litoral do Paraná, bem como da mobilidade urbana e do desenvolvimento sustentável, contando com a presença de prefeitos dos municípios litorâneos, secretários representantes do Governo do Estado, empresários, representantes da Ordem dos Advogados do Brasil – Paraná (OAB/PR) e autoridades do Estado. Centenas de estudantes assistiram às palestras durante todo o dia.

“O tema é muito relevante porque sabemos que a questão da mobilidade implica também na questão econômica, por causa do Porto e toda a questão logística, além de todo o impacto na vida da população que aqui reside, bem como devido ao turismo e negócios. É importante fazer a integração entre academia, cidadãos em geral, empresas, instituições públicas e privadas. Tentamos sempre nos nossos eventos fazer esta ponte entre os vários setores da sociedade”, afirma Flavio Vanhoni Frota, coordenador e sócio do Marketing de Cidades.

Coordenador e sócio do Marketing de Cidades, Flavio Frota, destacou importância do evento que integra a mobilidade urbana com avanço econômico e social da região

Prefeitos

O prefeito de Paranaguá e presidente da Associação dos Municípios do Litoral do Paraná (Amlipa), Marcelo Roque, abriu o evento fazendo uma apresentação sobre o programa “Tarifa Zero” de transporte público coletivo gratuito em Paranaguá e abordou a mobilidade urbana no município. “Nós temos já praticamente finalizado nosso Plano de Mobilidade Urbana. Tivemos audiências públicas e opinião de todos os segmentos da cidade que será agora encaminhado para a Câmara, com apreciação dos vereadores e finalizado”, explica, ressaltando que o plano abrange também o transporte coletivo, agradecendo o convite para participar do evento e destacando a importância de Paranaguá sediar o fórum. “O Plano contempla também a nova ponte da Ilha dos Valadares com o novo traçado dos veículos dentro da Ilha, contemplando também em conjunto todas as melhorias que vamos ter na nossa concessão, com novos viadutos e marginais, tudo foi elaborado pensando no futuro do nosso município, evitando os gargalos”, ressalta.

Prefeito de Paranaguá e presidente da Amlipa, Marcelo Roque, apresentou sobre o programa “Tarifa Zero” e abordou sobre o novo Plano de Mobilidade Urbana com obras estruturais em andamento

“Muito deste gargalo também é devido à obra que estamos fazendo na Avenida Atílio Fontana que vai ter essa função de gerar emprego e renda, sendo uma válvula de escape para que os caminhões saiam de dentro do nosso município. A gente sabe que a Avenida Ayrton Senna vive um momento difícil, com um gargalo imenso na rotatória do Parque São João e a Atílio Fontana fechada também atrapalha a BR-277 que vai para o Pátio de Triagem, mas eu falo que é o transtorno do bem, logo isso acaba, a obra está caminhando muito bem. Essa primeira fase, justamente do Parque São João até a passagem de nível dos trens,  estamos fazendo por etapas, até para que se possa fechar a via e abrir novamente já com asfalto novo. Hoje foi um dia especial onde estive aqui falando da nossa mobilidade urbana que com certeza vai melhorar no trânsito. No nosso Plano temos também a Domingos Peneda interligando com a Belmiro Sebastião Marques que também pode ser uma válvula muito grande de escape, liberando também a Bento Munhoz da Rocha Neto que hoje é também é uma via arterial do nosso município”, afirma Marcelo Roque.

O prefeito de Guaratuba, Roberto Justus, reforçou a importância do fórum, trazendo avanços na mobilidade urbana no município, abordando principalmente o início das obras da Ponte de Guaratuba, obra essencial para o desenvolvimento da região. “O litoral do Paraná vive um momento que não pode deixar passar, uma chance de desenvolvimento e prosperidade muito grande e isso passa pela questão da mobilidade. A pouco estive em Santa Catarina palestrando para os municípios do litoral, onde eu dizia que sim, já tivemos um momento onde estávamos mais fortes que o litoral catarinense, mas eles souberam aproveitar melhor a questão imobiliária e tudo mais e se colocaram em uma situação de destaque. Nesse momento em que o paradigma muda, em que se valoriza e se dá mais atenção para a questão da mobilidade, da sustentabilidade, da segurança pública, do sossego e por aí adiante, nós percebemos que nós temos todas as condições de superar outros municípios do litoral do País”, explica.

Roberto Justus, prefeito de Guaratuba, salientou a importância do fórum, trazendo avanços na mobilidade urbana no município, abordando principalmente o início das obras da Ponte de Guaratuba

“O foco é colocar a nossa região à altura do nosso Estado. O Paraná é muito forte para ter no litoral apenas o Porto de Paranaguá como referência, então ações como essa, eventos como esse, são muito importantes. Lógico que nem tudo está perfeito, precisamos melhorar e estudar isso, mas devemos sair a frente para que em um curto e médio prazo tenhamos o destaque que nós merecemos para a nossa região”, salienta.

Prefeito de Antonina, Zé Paulo, frisou o uso da bicicleta como modal de transporte sustentável no município por cerca de 40% da população

O prefeito de Antonina, José Paulo Vieira Azim, o “Zé Paulo”, ressaltou a importância do evento e trouxe uma apresentação sobre a mobilidade no município e o uso da bicicleta pela população como modal de transporte. “Essas informações são trazidas no livro ‘A Cultura da Bicicleta nas cidades pequenas’ que possui alcance nacional, enumera cidades brasileiras que se destacam pela grande quantidade de pessoas que utilizam bicicletas, com um capítulo dedicado a Antonina, escrito pelo José Carlos Belotto e Silvana Belotto, bem como o Davi Couto, que esteve presente no evento”, explica, frisando a recente construção da ciclofaixa na Avenida Thiago Peixoto, na entrada do município. “40% da população de Antonina utiliza a bicicleta, se temos 20 mil habitantes mais ou menos, quase 10 mil pessoas utilizam esse modal diretamente como meio de transporte”, explica.

Rudão Gimenes, prefeito de Pontal do Paraná, trouxe dados sobre elaboração do novo Plano de Mobilidade Urbana com benfeitorias viárias em prol de veículos, ciclistas e modais de transporte alternativos

O prefeito de Pontal do Paraná, Rudisney Gimenes Filho, o “Rudão Gimenes”, realizou apresentação sobre o Plano de Mobilidade Urbana que está em desenvolvimento no município. “Quando eu assumi a gestão, precisávamos inicialmente estudar para saber como a nossa cidade se comporta, quais são os investimentos mais importantes a serem feitos. A gente como leigo sabe onde estão os problemas da cidade, mas precisamos de um estudo técnico para isso, colocando isso dentro de um software que simula o tráfego, sabendo onde as pessoas estão circulando, muitas vezes era possível perceber carros parados em alguns lugares fazendo a contagem. Nas duas últimas semanas fizemos isso em Pontal do Paraná nos balneários Barrancos e em Praia de Leste, identificando onde as pessoas estão indo para planejar ações”, ressalta, destacando investimentos conjuntos com Governo do Estado e Governo Federal por meio de projetos, ressaltando que o Plano contou com audiências públicas e diálogo com a sociedade, abordando a mobilidade, transporte público, skate, bicicleta e outros modais, com um diagnóstico geral formulado.

Secretário municipal de Governo de Morretes, Eudes Gustavo da Silva Skau Kemmer, abordou a importância da mobilidade urbana como forma de potencializar e organizar o turismo

Representando o prefeito de Morretes, Sebastião Brindarolli Júnior, o secretário municipal de Governo, Eudes Gustavo da Silva Skau Kemmer, salientou o potencial que Morretes e o litoral do Paraná possuem para ser explorado. “Vendo tudo isso, Morretes hoje, como uma cidade turística e muitas vezes a porta de entrada do litoral, a gente trabalha bastante com relação à mobilidade urbana e infraestrutura. Todo final de semana no município, tendo ou não alguma atividade, estamos trabalhando diretamente com relação à questão turística e na circulação de pessoas que vem ao município e muitas vezes tem dificuldade de estacionar os seus veículos. Então buscamos soluções que possam realmente ofertar novos modelos de turismo, seja pela descida de trem, pelos passeios de ciclismo, reforçando que na semana passada a Estrada Bicententenária da América, em conjunto com o Governo do Estado, vai criar um modelo de pavimentação diferenciado que será rígida, feita em concreto, com um menor impacto ambiental”, ressalta.

Estado

“O evento promovido hoje é tão importante que o ano que vem eu quero o IAT participe como um apoiar institucional, por conta de que todas as ações de infraestrutura tem que ser precedidas de um licenciamento ambiental”, afirma o presidente do IAT, Everton Luiz da Costa Souza

“É sempre um momento importante, ainda mais hoje que estivemos aqui com jovens do Ensino Médio, colocando essa consciência da importância dos cidadãos do litoral defenderem aquelas medidas que as prefeituras e o Governo do Estado tem procurado fazer com foco em melhorar a vida das pessoas. Na verdade, o grande objetivo nosso nessas obras de mobilidade e infraestrutura é trazer o bem-estar para as pessoas. O evento promovido hoje, ao qual eu agradeço ao Flavio Frota por nos convidar para participar, é tão importante que o ano que vem eu quero o IAT participe como um apoiador institucional, por conta de que todas as ações de infraestrutura tem que ser precedidas de um licenciamento ambiental”, afirma o presidente do Instituto Água e Terra (IAT), Everton Luiz da Costa Souza. 

“Estamos procurando fazer esses licenciamentos da forma mais robusta possível, com técnica, ciência e questão administrativa e legal sendo plenamente cumprida, com foco na segurança e no desenvolvimento e qualidade de vida que o litoral merece. O litoral do Paraná foi por muitos anos esquecido por muitos governantes e agora nas duas gestões do governador Ratinho Júnior a preocupação está sendo muito maior de se atender as demandas que a população tem e nós temos que fazer com que elas sejam de forma sustentável, levando em conta aspectos sociais, econômicos e ambientais, fazendo com que as obras aconteçam com o menor impacto possível, trazendo os benefícios econômicos e sociais que a região merece”, ressalta o presidente do IAT.

“Um evento como esse é bom, abre o debate, surgindo novas ideias e nós homens públicos temos que estar atentos para discutir com a sociedade qual o futuro que nós queremos”, ressalta o Coordenador do Litoral do Governo do Estado, Arnaldo Maranhão

O coordenador regional do Litoral do Governo do Estado, Arnaldo Maranhão, reforçou a importância do fórum com foco na discussão para um futuro positivo para a região. “Você veja a dificuldade de mobilidade em Paranaguá e no litoral. É claro que a cidade cresce, a movimentação portuária também está se expandido, algo que é bom demais, porque gera emprego, mas é necessário discutir. Meu irmão, o vereador Luiz Maranhão, recentemente na Câmara plantou uma semente de uma nova estrada de acesso a Paranaguá, é isso que tem que ser discutido.  Um evento como esse é bom, abre o debate, surgindo novas ideias e nós homens públicos temos que estar atentos para discutir com a sociedade qual o futuro que nós queremos”, ressalta também as obras realizadas pelo governador na região, como as pontes de Guaratuba e da Ilha dos Valadares, a engorda da orla de Matinhos e novo pedágio com viadutos e trincheiras em Paranaguá. 

“São investimentos super importantes para o nosso desenvolvimento, mas que exigem uma discussão como essa, discussão séria e transparente, do futuro da nossa cidade, principalmente envolvendo a mobilidade das pessoas. Estamos aqui trazendo o apoio do Governo do Estado, discutindo, sentando na mesma mesa, para encontrar possibilidades de um futuro melhor para quem vive aqui e para o turista que visita a nossa região”, salienta Maranhão.

Vice-presidente do Movimento Pró-Paraná, Nelson Luiz Gomez, ressaltou o papel da entidade para alavancar e defender obras de infraestrutura essenciais para o litoral como revitalização da orla de Matinhos e Ponte de Guaratuba

O vice-presidente do Movimento Pró-Paraná,  Nelson Luiz Gomez, ressaltou o papel da entidade, que conta com 21 anos e atua em prol do desenvolvimento do Estado. “O foco é aquela infraestrutura que tem sido deixada um pouco de lado, que não tem dada prioridade nos últimos, haja vista a nossa Ponte de Guaratuba que está na nossa Constituição desde 1989 e que agora está saindo. Este desenvolvimento é extremamente importante, pois a ponte será importante não somente aos turistas, como também para todo o povo paranaense e do litoral. O Movimento tem defendido com unhas e dentes essas necessidades de infraestrutura, tais como a terceira pista sentido Aeroporto Afonso  Pena, que vai permitir voos diretos para a Europa, EUA, bem como a Ponte de Integração em Foz do Iguaçu e a recuperação da orla de Matinhos, onde emitimos uma nota técnica a favor juntamente com o Instituto de Engenharia. Tudo isso é um trabalho no sentido de termos um desenvolvimento melhor, adequado e de acordo com o que o nosso litoral demanda”, acrescenta.

Gilberto Birkhan, presidente do Terminal Portuário da Ponta do Félix (TPPF), reforçou a importância da integração entre o setor público e privado para avanços econômicos e sociais

Gilberto Birkhan, presidente do Terminal Portuário da Ponta do Félix (TPPF), reforçou a importância da integração entre o setor público e privado na busca de soluções conjuntas em torno do alto movimento advindo da atividade portuária. “O Brasil é uma potência mundial em termos de exportação, importa muita coisa também, ou seja, desempenha um papel importante na economia mundial. Chegar e sair dos portos é básico, então é muito importante que a gente discuta soluções, alternativas, veja exemplos positivos de uma ou outra localidade, os famosos cases, para poder replicar tudo que é positivo, bem como aprimorar ainda mais”, ressalta.

OAB/PR

Segundo o advogado e presidente da Comissão de Direito Ambiental da Ordem dos Advogados do Brasil – Paraná (OAB/PR) – Subseção Paranaguá e fundador do Instituto de Direito Ambiental, Dr. Gabriel Galli, o evento é essencial para o desenvolvimento regional  urbano. “Este encontro, que reúne prefeitos e outros stakeholders, é fundamental para abordar integradamente as complexas questões de mobilidade que impactam nossas cidades litorâneas. A natureza intermunicipal da mobilidade demanda soluções que ultrapassem as fronteiras administrativas, favorecendo um planejamento e execução conjuntos e eficientes. Neste fórum, a identificação de desafios comuns e a troca de experiências bem-sucedidas são essenciais. As discussões cobrirão temas como infraestrutura de transporte, mobilidade sustentável, gestão de congestionamentos e a integração das políticas de mobilidade com o desenvolvimento urbano e econômico”, ressalta.

“Este encontro, que reuniu prefeitos e outros stakeholders, é fundamental para abordar integradamente as complexas questões de mobilidade que impactam nossas cidades litorâneas”, afirma o advogado e presidente da Comissão de Direito Ambiental da OAB/PR – Subseção Paranaguá, Dr. Gabriel Galli

Galli salienta que o diálogo junto aos prefeitos do litoral do Paraná, ao qual participou como mediador, foi uma honra e desafio. “Assegurar uma agenda clara e objetiva e facilitar um diálogo construtivo entre os participantes reflete o compromisso com a democracia e a sustentabilidade. Este ato de mediação não é apenas sobre organizar conversas, mas sim sobre criar um espaço inclusivo e democrático onde todas as vozes possam ser ouvidas e respeitadas”, destacando o ponto de encontro do evento, com participantes trazendo perspectivas únicas, criando um panorama abrangente na mobilidade urbana local junto a empresários, ONGs e representantes da sociedade. “A presença de empresários é vital para assegurar que o desenvolvimento econômico esteja alinhado com as políticas de mobilidade”, salienta. “Busca-se um equilíbrio entre crescimento econômico e sustentabilidade, promovendo inovações e parcerias entre os setores público e privado para soluções de mobilidade eficientes e sustentáveis”, salienta, destacando que o fórum é “uma chance excepcional para as cidades litorâneas traçarem um caminho conjunto rumo a um desenvolvimento urbano mais harmonioso e eficiente”, finaliza.

Ao final do evento, duas bolsas de estudo para ensino superior no Isulpar foram sorteadas para os alunos de escolas públicas participantes do Fórum. O evento contou com apoio institucional da Portos do Paraná, Governo do Estado, Instituto de Engenharia do Paraná (IEP), Movimento Pró-Paraná, FIEP, OAB Paranaguá, das prefeituras de Paranaguá, Pontal do Paraná, Guaraqueçaba, Morretes, Antonina, Guaratuba e Matinhos, entidades, empresas e escritórios do litoral do Paraná.

Em alta