Connect with us

Entrevista

Professor ressalta que pandemia acelerou o processo tecnológico na educação

Leonardo Gomes: “Voltaremos desta pandemia com aulas muito melhores”

Publicado

em

 O professor Leonardo Gomes, de 33 anos, é natural de Rio Grande, no Rio Grande do Sul, e veio morar em Paranaguá aos 10 anos. Concluiu graduação em Letras Português-Inglês pela UNESPAR em 2007 e fez especialização em Distúrbios da Aprendizagem. Além da carreira educacional é vocalista da banda Vibe Praieira e teve experiências no Teatro com a peça “Flicts” (Sesc Paranaguá) e interpretou Jesus em três edições da Paixão de Cristo, realizada pela Prefeitura de Paranaguá. Além da participação em eventos culturais com Denni Capetta.

A experiência com as artes contribuiu para a formação de um professor criativo, o qual em meio à pandemia encontrou uma solução diferenciada para atrair seus alunos às aulas on-line. Atualmente, o professor Leonardo Gomes é funcionário da rede estadual e atua no Colégio Estadual Professora Maria Helena Teixeira Luciano, localizado no balneário Shangrilá, em Pontal do Paraná. É sobre a educação nos duas atuais que ele fala nesta entrevista. Confira:

Folha do Litoral News: De que forma iniciou seu interesse pela educação?

Professor Leonardo: O meu interesse pela educação surgiu pela enorme admiração que eu tenho pelos meus professores. Até hoje eu lembro o nome de todos os meus professores de inglês! Todos foram excelentes, inspiradores naquilo que faziam. Apesar de toda desvalorização da profissão.

Folha do Litoral News: Qual o maior desafio para os professores e alunos na educação durante a pandemia? 

Professor Leonardo: Reinventar-se! A pandemia acelerou um processo que levaria décadas. Tivemos que aprender em semanas o que muitos não aprenderiam em anos. Sempre foi muito difícil convencer uma parcela considerável da nossa classe de que o conhecimento tecnológico é fundamental para o nosso trabalho. Agora, na situação em que estamos vivendo, o uso de tecnologias deixou de ser opcional! Pode ter certeza de que voltaremos desta pandemia com aulas muito melhores. 


Professor enfatiza que a criatividade surgiu do desafio quando se propôs a gravar as aulas

Folha do Litoral News: Suas aulas têm repercutido positivamente. Qual o diferencial aplicado no trabalho?

Professor Leonardo: A Pandemia trouxe muitos desafios. No meu caso, sempre tive muita facilidade em lidar com tecnologias. Antes desta pandemia, quando um professor da minha escola precisava fazer algo com o computador que não conseguia, os outros diziam: ‘Pergunta para o professor Leonardo que ele resolve’. Então, neste ponto de vista, quando as aulas presenciais foram substituídas por aulas a distância, eu já tinha uma ideia de como isto poderia acontecer. Até hoje, tenho ajudado muitos professores a fazer diversas coisas nas plataformas educacionais. Acho que esta facilidade com as tecnologias é o diferencial que tem me ajudado nesta fase.  

Folha do Litoral News: Sua experiência nas artes ajudou no resultado de suas aulas pelo YouTube?

Professor Leonardo: Com certeza! De modo geral, a música e o teatro ajudam muito na profissão de professor! Conheço vários professores com esta experiência e sinto que eles possuem mais facilidade em se comunicar com a turma. Em sala de aula, nós fazemos coisas incríveis para tornar o conteúdo mais interessante. Acredito que todo professor tem uma veia artística forte. Ou deveria ter.

Folha do Litoral News: Em seu canal também são realizadas entrevistas. Como tem sido feito esse trabalho?

Professor Leonardo: Quando criei o canal pensava que seria legal dar voz a outros professores de inglês, assim como eu. Então, criei o programa “Viva a Língua Inglesa”, em que entrevisto professores, alunos e simpatizantes da língua inglesa para debater diversos temas que envolvem o universo de aprender uma língua. Este programa acontece quinzenalmente no meu canal, sempre às quartas-feiras, às 19h. Esta é a parte mais tranquila da minha semana, fazer estas lives e conversar com pessoas tão incríveis têm me dado muita força para seguir em frente nestes dias difíceis. Se alguém quiser acompanhar estas entrevistas basta acessar: www.youtube.com/profleonardogomesingles.

Folha do Litoral News: Aulas criativas alcançam o maior número de alunos. Como é trabalhar com isso hoje em dia?

Professor Leonardo: A primeira vez que gravei uma aula minha, fiquei muito decepcionado. Percebi todos os meus defeitos como professor. Percebi o quanto eu era repetitivo na minha explicação, os gestos que eu fazia ao explicar, a dificuldade em sintetizar o conteúdo, em dar bons exemplos. A cada vídeo eu passei a me conhecer melhor como professor e a procurar corrigir diversos erros das minhas aulas. Isso está me tornando um professor muito melhor. E eu acredito que todo este processo de avaliar a minha aula como se fosse um aluno me fez ensinar com muito mais preocupação e riqueza de detalhes. Mesmo tendo experiência como ator e músico, não vou negar que ainda sinto um desconforto e nervosismo enorme ao gravar uma aula. Mas, ao mesmo tempo, acredito que só há evolução quando nós decidimos sair da nossa zona de conforto. E é isto que estou fazendo.

Folha do Litoral News: As aulas on-line aproximaram mais a família da vida escolar dos filhos. Esse é um ponto positivo que ficará quando houver a retomada das aulas presenciais?

Professor Leonardo: Sim. Hoje converso diretamente com os pais dos meus alunos. A maioria se monstra muito interessada nos estudos dos filhos. Eles dizem que nem sempre dominam os conteúdos, mas estão sempre pesquisando e acompanhando as atividades dos filhos. Coisa que deveria ser sempre. Mas foi esta pandemia que despertou em muitos pais este interesse. Espero que eles permaneçam conectados com a aprendizagem dos filhos quando a pandemia acabar. Gosto de acreditar que as pessoas vão aprender uma lição com esse período difícil.