conecte-se conosco

Educação

Curso de Tecnologia em Gestão Ambiental do IFPR Campus Paranaguá obtém nota máxima do MEC

Segundo direção, nota máxima 5 reforça curso de graduação de excelência e gratuito à comunidade

Publicado

em

Foto: Divulgação/IFPR Paranaguá

Na terça-feira, 3, o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Paraná (IFPR) – Campus Paranaguá, anunciou que o curso superior de Tecnologia em Gestão Ambiental da  instituição obteve nota 5, que é o conceito máximo, por meio de avaliação realizada presencialmente por equipes de avaliadores do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) e do Ministério da Educação (MEC). O processo avaliativo é feito em todo o País e foi divulgado ao IFPR nesta semana. Segundo a direção, a avaliação positiva comprova a excelência do curso de graduação e da instituição no ensino superior ofertado gratuitamente a toda a comunidade litorânea e paranaense. 

A avaliação do MEC analisa cursos de graduações com notas que vão de 1 a 5, sendo a nota 5 o valor máximo obtido por cursos superiores no Brasil. “A comunidade acadêmica do IFPR Campus Paranaguá recebe com muita felicidade a notícia da avaliação do curso de Tecnologia em Gestão Ambiental com conceito 5. É o reconhecimento de todo o trabalho desenvolvido nos últimos anos. O Campus Paranaguá reafirma mais uma vez sua posição de excelência na região, sobretudo como uma instituição pública, gratuita e de qualidade. Parabéns a toda comunidade”, afirma Mateus das Neves Gomes, diretor-geral do IFPR Paranaguá.

Segundo a docente e coordenadora do curso, Priscila Tomie Ike Zimer, afirma que o ambiente do litoral do Paraná é complexo, com população rural e urbana, bem como atividades que vão desde turísticas, rurais a portuárias, sendo que o curso de Tecnologia em Gestão Ambiental é importante neste contexto. “Muitos empreendimentos públicos e privados são realizados na região, porém  cabe ressaltar que estes, quando mal conduzidos, são potencialmente degradadores do meio natural e cultural, podendo causar grandes impactos ambientais. Neste sentido, carecemos da produção de conhecimento para compreender e instrumentalizar os gestores no sentido de minimizar as pressões da atividade humana sobre o ambiente natural, urbano e cultural”, frisa.

“O IFPR amparado na sua missão de instituição de educação profissional e tecnológica, caracterizada pelo compromisso social, ambiental e com a sustentabilidade se vê impelido, urgentemente, a cooperar com sociedade local para melhoria do uso do espaço dentro dos parâmetros dos marcos regulatórios socioambientais. O resultado desta avaliação nos mostra que estamos no caminho certo para formação destes profissionais que irão atender estas demandas regionais”, afirma a coordenadora.

A obtenção da nota máxima demonstra que a instituição foi bem avaliada em todos estes aspectos, o que só foi possível graças ao trabalho harmonioso e  comprometimento de todos”, ressalta a coordenadora do curso, Priscila Tomie Ike Zimer (Foto: Divulgação)

Trabalho conjunto

Segundo Priscila Zimer, no processo de reconhecimento do curso do MEC três dimensões são ponderadas pelos avaliadores: organização didático-pedagógica, corpo docente e tutorial e infraestrutura. “A avaliação feita pelo MEC envolve várias etapas, análise documental, visitação à infraestrutura física e reuniões em que participaram docentes, alunos, direção, técnicos e representantes de pró-reitorias do IFPR”, detalha.

“A obtenção da nota máxima demonstra que a instituição foi bem avaliada em todos estes aspectos, o que só foi possível graças ao trabalho harmonioso e  comprometimento de todos os setores da comunidade acadêmica. Como consequência, hoje ofertamos um curso de graduação com excelência que está se transformando em uma referência de qualidade para o litoral e o estado”, finaliza a coordenadora.