Connect with us

Editorial

Vacinação é dever de todos

Nos últimos anos as taxas de cobertura vêm caindo de forma significativa

Publicado

em

“Vacinar é dever de casa”. Com essa afirmação, o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, expôs a importância da vacinação neste início da campanha nacional, que no Paraná começou com uma semana de antecedência.

Neste momento, em que há um pedido para que toda a população vá até as unidades de saúde para atualizar a carteira de vacinação, é importante lembrar sobre as obrigações dos pais nesse processo. Para pais e responsáveis por crianças e adolescentes, vacinar não se trata de uma possibilidade ou de uma oferta em que as pessoas se voluntariam para receber as doses.

Vacinar é obrigação. Tem papel fundamental na manutenção da saúde coletiva e na prevenção de doenças erradicadas, portanto, não é opção dos pais. Tanto que a legislação prevê punições para aqueles que se negarem a levar seus filhos para tomar as doses recomendadas pelo Ministério da Saúde.

O que ocorre é que nos últimos anos as taxas de cobertura vêm caindo de forma significativa, abrindo brechas para que doenças como o sarampo, que por 20 anos foi considerada erradicada no Paraná, retornem. Em agosto do ano passado, o Estado voltou à estaca zero com o início de novos registros da doença infecciosa e com alto risco de transmissão.

Há anos os órgãos de saúde realizam campanhas para que isso não ocorra. Mas para isso é preciso também contar com a parceria da população. Em caso de dúvidas sobre se tomou ou não todas as doses recomendadas, procure as unidade básicas de saúde e faça o seu dever de casa. Vacinar-se é cuidar de si e cuidar do outro.