Connect with us

Editorial

As máscaras e a proteção de cada dia

Ao se deslocar pela cidade é muito comum observar pessoas com o item de segurança no pescoço ou sem cobrir o nariz

Publicado

em

Há alguns meses, os moradores no litoral do Paraná, a exemplo do que já acontecia em quase todas as partes do mundo, passaram a ter um novo e indispensável acessório a ser utilizado em qualquer saída de casa, mesmo as mais corriqueiras: as máscaras.

Inicialmente, houve um impacto em virtude de inúmeras reclamações como a dificuldade de respirar e o incômodo causado pelo uso contínuo do acessório, no entanto, com o passar do tempo, as pessoas foram, gradativamente, se adaptando e achando novas maneiras para tornar o item mais “fashion”. Hoje, há máscaras em diversas cores e, inclusive, em 3D. É a criatividade tão característica do povo brasileiro.

Porém, o mais importante quando o assunto é referente a máscaras, não é voltado à moda e sim à segurança. É importante que esses acessórios continuem sendo usados pela população, a qual, nos últimos dias, vem apresentando uma certa resistência à utilização. Quanto a isso, cabe dizer que o decreto que determina o correto uso das máscaras continua em vigor, sendo que o descumprimento desta norma pode gerar multa ao infrator.

Outro ponto a ser destacado é quanto à forma de uso. Ao se deslocar pela cidade é muito comum observar pessoas com o item de segurança no pescoço ou sem cobrir o nariz. Isso representa perigo e exposição ao vírus. O correto uso do equipamento acarreta segurança de 85% contra o vírus, portanto, é imprescindível prestar atenção à forma de utilização.

População parnanguara, não é hora de deixar de ter atenção às medidas preventivas de contágio de Covid-19. Os cuidados básicos devem continuar, a fim de que a pessoa se proteja e mostre a preocupação com a segurança de quem está próximo.