conecte-se conosco

Editorial

Abertura de empresas e o destaque para os MEIs

De acordo com o Sebrae, em 2022, o Brasil chegou à marca de mais de 14 milhões de MEIs inscritos

Publicado

em

editorial

Entre os saldos positivos de 2022 no Paraná, está o de abertura de empresas. O Estado registra um dos números mais altos da sua história. Mais de 70% dos registros abertos no Estado, até novembro de 2022, correspondem a MEIs, os Microempreendedores Individuais. Essa crescente se intensificou durante a pandemia, quando muitas pessoas decidiram abrir seus negócios frente a um cenário de desemprego, instabilidade e incerteza sobre o futuro. Nos quatro primeiros meses do ano passado, o número de MEIs triplicou somente na capital paranaense.

De acordo com o Sebrae, em 2022, o Brasil chegou à marca de mais de 14 milhões de MEIs inscritos, o que representa um grande avanço, colocando essa figura jurídica entre as maiores políticas públicas de inclusão produtiva do mundo. Os pequenos negócios representam mais de um quarto do PIB nacional, em um movimento de constante crescimento, com sucessivos recordes de formalização. Estima-se que sete em cada dez novos negócios formalizados no Brasil são MEIs (Microempreendedores Individuais).

O MEI, portanto, tem a força de movimentar a economia, assegurar mais empregos e facilitar a vida das pessoas nas diversas regiões, cidades e Estados que está inserido. Em pesquisa, cerca de 67% dos microempreendedores afirmaram que o fato de estarem trabalhando nessa categoria ajudou-os a enfrentar a crise que o País atravessou nos últimos anos.

Que em 2023, o balanço seja novamente positivo para a abertura de novas empresas no Paraná e que os microempreendedores consigam prosperar ainda mais e continuar contribuindo com a economia para que o Paraná seja destaque e referência no crescimento do País.

Publicidade






Em alta