conecte-se conosco

Editorial

A retomada dos estudos na terceira idade e a busca por sonhos adiados

Sempre é tempo de retomar os estudos, enfrentar as adversidades e encarar um novo desafio com o objetivo de abrir a cabeça, crescer e evoluir

Publicado

em

editorial

Chegar à universidade, ter um curso de graduação e construir uma carreira profissional é o sonho de muitos jovens. Mas não são só eles que estão em busca de conhecimento nas faculdades.

Uma pesquisa mostrou que aumentou o número de idosos, acima de 60 anos, nas universidades. Sim, chegar aos 60 e entrar na chamada terceira idade não é mais considerado um fator limitador que impede as pessoas de alcançarem seus sonhos. E a tendência é que haja cada vez mais idosos nas faculdades, tendo em vista o envelhecimento geral da população e o acesso mais facilitado às instituições de Ensino Superior.

A Folha do Litoral News conversou com uma dessas pessoas que se redescobrem e escrevem mais um capítulo de sua história após já ter se dedicado integralmente à família. Dona Ivonete Amaral, de 60  anos, fez até o quarto ano do Ensino Fundamental no tempo previsto. Depois, correu atrás de concluir os estudos através da Educação de Jovens e Adultos (EJA). Após amparar os três filhos e já  ter dois formados na universidade, ela se deu essa chance. Fez o vestibular e está no primeiro ano da faculdade de Pedagogia na Unespar Paranaguá. 

Se é de motivação para os estudos que as novas e antigas gerações precisam, está aí o exemplo de Dona Ivonete. A educação transforma e não só crianças e adolescentes,  mas todas as faixas etárias. Sempre é tempo de retomar os estudos, enfrentar as adversidades e encarar um novo desafio com o objetivo de abrir a cabeça, crescer e evoluir. O ambiente universitário pode contribuir para a socialização, para manter o corpo e a mente ativos, além de diminuir as chances de doenças como depressão, que atinge tantos idosos no País.

Fica o exemplo da dona Ivonete e tantos outros por ela representados para que a educação continue transformando vidas.

Continuar lendo
Publicidade