conecte-se conosco

Editorial

“A Justiça Eleitoral deve ir onde o eleitorado está”

O programa Cidadania Plena , criado pelo Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR), implementado no ano de 2022, busca facilitar o acesso das cidadãs e dos cidadãos aos serviços da Justiça Eleitoral

Publicado

em

editorial

A Justiça Eleitoral tem conseguido se aproximar das comunidades de todo o Paraná através de uma iniciativa que chega, até mesmo, para as regiões e populações mais isoladas. O programa Cidadania Plena , criado pelo Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR), implementado no ano de 2022, busca facilitar o acesso das cidadãs e dos cidadãos aos serviços da Justiça Eleitoral, atuando em hospitais, comunidades indígenas e quilombolas, entre outros locais frequentemente esquecidos no processo eleitoral.

O princípio básico é de que “a Justiça Eleitoral deve ir aonde o eleitorado está”. Ou seja, nem todas as pessoas têm acesso aos serviços de forma facilitada ao lado de suas casas, por isso a importância de se aproximar de todos os públicos. Já que durante uma eleição todos os votos têm pesos iguais, cada cidadão tem o mesmo direito de escolher seus representantes.

No próximo ano, acontecem as eleições municipais para escolha dos prefeitos e vereadores. Portanto, até a data do pleito, a Justiça Eleitoral irá atuar, com diversas ações, para informar os eleitores sobre os prazos e importância de cada cidadão ir às urnas e participar do ato democrático. 

Um mutirão do programa foi realizado no último fim de semana na Ilha do Mel, em Paranaguá. Somente no sábado, dia 21, foram realizados 65 atendimentos aos moradores, o TRE-PR prestou serviços de alistamento eleitoral, revisão e transferência do Título de Eleitor, cadastramento biométrico e emissão de certidões. Além de solucionar dúvidas dos eleitores que residem na Ilha. Desta forma, muitos não precisarão se deslocar até o Cartório Eleitoral para resolver suas pendências.

O sucesso da iniciativa já foi comprovado pelo expressivo comparecimento às urnas nas eleições do ano passado. Cerca de 90% dos 1.026 eleitores aptos a participar, presente nos mutirões, compareceram às urnas. Com isso, espera-se também que, com a intensificação das ações, o número de eleitores do litoral nas próximas eleições seja da mesma forma expressivo, para que todos possam exercer o seu direito ao voto de forma igualitária.

Continuar lendo
Publicidade










Em alta

plugins premium WordPress