Connect with us

Dia da Mulher

Vereadoras destacam empoderamento feminino como item essencial para evolução social

Legisladoras abordaram políticas públicas em prol da mulher, combate ao preconceito e superação contínua

Publicado

em

Vereadoras destacam empoderamento feminino como item essencial para evolução social

Isabelle Dias e Vandecy Dutra garantem a representatividade da mulher na Câmara Municipal

Na segunda-feira, 8, é celebrado o Dia Internacional da Mulher, uma data não somente de comemoração, mas também de reflexão e luta por uma sociedade mais justa e igualitária. Pensando na importância do tema no contexto social e político, a Folha do Litoral News entrevistou, na última semana, as vereadoras Isabelle Dias (PSB) e Vandecy Dutra (PP), as quais destacaram a importância da representatividade feminina na Câmara Municipal, o empoderamento na sociedade atual e formas de preconceito velados ou explícitos contra a mulher, as quais perseveram em existir em todos os contextos possíveis.

“Sou vereadora mulher surda e, quando falamos em empoderamento feminino, estamos dando a importância à igualdade, liberdade, sororidade e à representatividade. Estas falas indicam com precisão o empoderamento feminino ao qual aspiramos alcançar em nossa sociedade. O empoderamento acontece quando há a conscientização das mulheres de reivindicarem por seus direitos, garantindo que possam estar cientes da luta pela total igualdade entre os gêneros em diversos cenários sociais e políticos. Visto que os homens também precisam colaborar para construir a igualdade de participação de ambos os gêneros, apoiando decisões de mulheres e as enxergando como parceiras tanto no ambiente profissional quanto no ambiente pessoal”, explica a legisladora Isabelle.

A vereadora Vandecy afirma que o tema empoderamento é atual na sociedade, destacando uma premissa utilizada pela Organização das Nações Unidas (ONU) de que “empoderar-se é o ato de tomar poder sobre si”. “O empoderamento feminino busca o direito das mulheres em poder participar de debates públicos, principalmente em temas relacionados à mulher, ‘nada sobre nós sem nós’, esta ação consiste no posicionamento das mulheres em todos os campos sociais, políticos e econômicos que visam a uma sociedade mais justa, equitativa e mais humana para todos. Com isso buscamos equidade de gênero nas discussões para as políticas públicas, queremos ser a nossa voz sobre as nossas demandas”, frisa. “Uma cidade boa para as mulheres é uma cidade ainda melhor para todos”, completa.

Direito das mulheres e inclusão

Vandecy Dutra salientou a recente visita à Casa da Mulher Brasileira, em Curitiba, um conceito de espaço criado em 2015 com apoio psicossocial, Delegacia da Mulher, órgãos judiciais, Patrulha Maria da Penha e desenvolvimento de programas em prol do público feminino e sua autonomia, com gestão tripartite. “A nossa intenção é trazer este espaço de Centro de Referência para as Mulheres em Situação de Violência para o nosso município, e mais ainda, para que possa atender as mulheres vítimas de violência de todo o litoral. Estamos empenhados junto à Secretaria de Assistência Social, fazendo o estudo e planejamento para que mais esta política pública em defesa das mulheres seja efetivada e aliada à rede de proteção. Temos muito a caminhar ainda, a agenda de estudos e encaminhamentos é grande. Mas já estamos dando os primeiros passos”, explica, destacando que o espaço será um avanço em prol dos direitos das mulheres parnanguaras.

A vereadora Isabelle garantiu apoio às demandas das mulheres na sua atuação no Legislativo, que está se iniciando agora, com uma mescla em prol das demandas da comunidade surda e da inclusão. “Temos muito o que debater, trazer a pauta sobre a temática e muito a ser melhorado e respeitado. Lutamos por um lugar de fala e empatia”, salienta.

Vandecy salientou a necessidade do aumento de políticas públicas garantidas em Lei no município em prol das mulheres, setor em que há muito a ser feito e está sendo realizado um levantamento dessas legislações já existentes em diálogo com movimento social e Conselho Municipal das Mulheres. “Já estamos articulando junto à Procuradoria da Mulher na Câmara para dar suporte à abertura de uma Cooperativa para Mulheres Mães de Família, que poderá levar, formação acadêmica, formação profissional e futuros encaminhamentos destas mulheres ao mercado de trabalho. Também disponibilizar assessoria jurídica que poderá trabalhar junto à Rede de Proteção para atendimento às mulheres vítimas de violência. Também ir a busca de recursos, federais e estaduais, para implantação da Casa da Mulher Parnanguara. Estamos acompanhando de perto todas as demandas existentes para a melhoria da qualidade de vida para todas as mulheres”, completa.

“Em carreiras e desafios, desde quando me posicionei com a identidade surda, percebi que a luta não é de hoje, que as dificuldades, superações e as conquistas das mulheres no mercado de trabalho vêm de longa data, imaginem então para uma mulher surda. Em muitas situações é preciso lidar com o preconceito interno de muitas pessoas, o de não acreditar sermos capazes de conseguir um cargo maior, um salário compatível ou ser reconhecida pelo o que fazemos”, observa a legisladora Isabelle, a qual destaca que o momento é de desconstrução. “Sabemos que, apesar de muito desafio pela frente, a luta feminina já conquistou muitos direitos para as mulheres, não só no mercado de trabalho, mas na política e no social. Pensando nesta trajetória e histórico, visto se aproximar a data oficial de 8 de março, preparamos uma fala especial para todas as mulheres, para que nunca desistam de seus sonhos, podemos todas as coisas em Deus que nos fortalece”, afirma.

Preconceito e superação

“Já sofri preconceito sendo mulher e pelo fato da minha surdez, na questão de não acreditarem que conseguiria ter uma formação, construir uma família, conquistar coisas, ter visibilidade, dentre outras situações que passei de bullying e preconceito por ser surda. Houve um fato durante minha campanha política em que uma pessoa me questionou se eu pensava, por ser uma pessoa surda, mostrando a falta de conhecimento e do preconceito que algumas pessoas ainda têm”, observa a vereadora Isabelle, destacando a soma de preconceitos enfrentada pelo fato da surdez e ser mulher.

Vandecy Dutra alerta para o preconceito velado contra a mulher. “Muitas vezes este preconceito é velado, não querem que você participe de algo e te isolam, te ignoram, simples assim. A vida me ensinou muito, tive bons exemplos na família, minha avó foi professora, trabalhou em uma época que não era aceito mulher trabalhar fora, minha mãe foi à luta em busca de emprego muito cedo, aos 17 anos, sempre trabalhou fora e ajudou no sustento da família, enfrentou tudo no peito com muita coragem. Tive ótimas professoras que me inspiraram a lutar por direitos em época de ditadura. Minha tia estava lá em Brasília nas discussões para construção da nossa Constituição em 1988”, relata, destacando a história familiar. “Foram mulheres que enfrentaram o preconceito e abriram caminho para que hoje eu estivesse aqui buscando ampliar a participação da mulher na busca por maior representatividade nas discussões que envolvam a causa das mulheres, principalmente as mães de família”, afirma.

Mensagem às mulheres parnanguaras 

“O termo empoderamento remete a tomar poder sobre si. Temos que nos reconhecer como protagonistas em nossa própria história. Todas nós podemos, é desafiador, dá medo, porém é necessário. Temos exemplos de grandes mulheres em nossa história, aos exemplos de Joana d’Arc, Maria Quitéria de Jesus, Nísia Floresta, vale a pena conhecer a história destas mulheres. E me atrevendo a aconselhar: mulheres, empoderem-se! Nós podemos ser o que desejarmos ser”, destaca a vereadora Vandecy.

Isabelle Dias relatou a importância de superação e confiança na sua autonomia a todas as mulheres, sejam surdas ou ouvintes. “Vocês podem conquistar aquilo que vocês desejam, podem lutar e conquistar seu espaço como qualquer outra pessoa e não somente achar que as outras tiveram sorte, a nossa sorte se dá com muita luta, dedicação, confiança e trabalho. Você, mulher, pode sofrer um preconceito hoje, mas amanhã erga sua cabeça e mostre do que é capaz e não fique se lamentando, os obstáculos vão surgir sim, mas peça forças a Deus para que seja superado e siga em buscas de seus sonhos e objetivos, não desista, você pode estar perto de conquistar aquilo que mais deseja. Feliz Dia da Mulher! Deus abençoe a todas nós nesta data tão especial”, finaliza.

Leia também: Enfermeira relata dia a dia na linha de frente do combate à Covid-19

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.