conecte-se conosco

Cultura

Projeto cultural “Pernagoá em Versos e Lendas” é realizado na Biblioteca Mario Lobo

Rosana Barroso, idealizadora do projeto, em roda de conversa com os alunos do Colégio Cidália que participaram da oficina na tarde de terça-feira, 2

Publicado

em

O projeto cultural “Pernagoá em Versos e Lendas: Teias Afetivas e Literárias” inicia nesta terça-feira, 2, com oficinas literárias e artísticas que estão sendo realizadas na Biblioteca Pública Mario Lobo, localizada em frente à Catedral Diocesana de Paranaguá.

Ao todo, serão seis oficinas, cada uma com duração de três horas, totalizando mais de 150 participantes. Os encontros continuarão a ser realizados nos dias 3 e 4 de abril, pela manhã e à tarde.

O projeto foi contemplado pela Lei Paulo Gustavo, por meio das chamadas públicas lançadas pela Prefeitura de Paranaguá, através da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secultur).

O objetivo é incentivar jovens de 12 a 16 anos a terem a oportunidade de explorar histórias, mitos e lendas locais, além de outras atividades relacionadas à criação literária.

Criado para fortalecer o valor da cultura local, o projeto tem foco na participação do público infanto-juvenil. As escritoras e professoras Rosana Barroso Miranda (bióloga/pedagoga) e Priscila Onório (historiadora/artista plástica) orientarão os participantes a se envolverem na fruição poética, na criação literária em prosa ou verso, e na produção de ilustrações que reflitam as temáticas apresentadas.

“É um grande prazer estarmos aqui na Biblioteca Pública Mario Lobo, recebendo os adolescentes das escolas estaduais do Núcleo Regional de Ensino. Estamos trabalhando a partir de um livro publicado em 2022 pela Lei Aldir Blanc, com o apoio da Secultur de Paranaguá. Lançamos um livro chamado ‘Pernagoá em Versos e Lendas’, no qual escrevi poemas em homenagem a Paranaguá, suas lendas, histórias, festas populares, monumentos históricos, ecologia e manguezais. O Rio Itiberê, que banha nossas margens, também conta essas histórias. Paranaguá é um reduto de beleza, natureza e história. Quando olhamos para Paranaguá, vemos a história do Brasil. Tudo está aqui. A cada esquina, temos muitas coisas acontecendo. Assim, criei poemas baseados em histórias, crônicas e lendas que meu bisavô, Vicente Nascimento Júnior, resgatou. Ele era um historiador apaixonado por essas narrativas. Ao estudar o que ele havia escrito, construí versos inspirados em suas palavras. Minha avó, Elmira Barroso, filha dele, também era uma artista plástica que adorava pintar Paranaguá. Percebi que em casa tínhamos uma riqueza inestimável. Assim, unimos as ilustrações de Elmira Nascimento Barroso aos meus poemas e o livro foi diagramado por meu primo, o saudoso artista gráfico Fábio Barroso Rocha. Esse livro é um presente de nossa família, uma homenagem às nossas raízes e à terra de Paranaguá. Estou muito feliz porque esse é um sonho antigo: fazer com que esse livro chegue às mãos das crianças e adolescentes. Este é o segundo momento desse trabalho, no qual as crianças e adolescentes são convidados a participar de oficinas de literatura, criação literária, arte e ilustração. A ideia é que eles contribuam para a produção de conteúdo que resultará em um novo livro”, externa Rosana.

Estão participando das oficinas, alunos dos Colégios: Cidália Gomes, localizado na Ilha dos Valadares, Faria Sobrinho, Helena Sundin, da escola rural de Alexandra.

Marcio Branco responsável pela fotografia, e as professoras Priscila Honório oficineira de ilustração e assistente dos alunos na pintura, e Rosana Barroso idealizadora do projeto

A ilustradora e oficineira, professora Priscila Onório Figueira, destacou que os adolescentes estão interagindo muito bem com o material apresentado. “A recepção dos alunos está sendo excelente neste primeiro dia de oficinas. Observamos que eles gostaram bastante de escrever e refletir sobre Paranaguá. Hoje, recebemos os alunos do Colégio Cidália e percebemos que eles valorizaram aspectos como a ponte e a igreja presentes em Valadares, as histórias das famílias, e eles colocaram tudo isso em desenhos e poesias. Então foi bem bacana”, enfatiza Priscila.

Os participantes estão tendo a oportunidade de produzir textos e ilustrações, que serão compilados em ebook.

Além disso, as criações serão exibidas em uma exposição local, acompanhadas por uma mesa de debates para discutir as experiências vividas pelos participantes.

Rosana Barroso salienta que o lançamento dos ebooks e a exposição estão marcados para ocorrer no dia 23 de maio, na Casa Dacheux, com entrada franca e aberta à participação de toda a comunidade. “Desde já convidamos todos a participarem conosco deste lançamento”, convida Rosana.

Mais informações sobre o projeto pode ser obtidas na rede social

https://www.instagram.com/pernagoa_

Continuar lendo
Publicidade










Em alta

plugins premium WordPress