Connect with us

Cultura

Gaúchos em Paranaguá falam sobre a Semana Farroupilha

Saudades da terra natal aumentam nesse período

Publicado

em

A Semana Farroupilha é um evento festivo da cultura gaúcha, que se comemora de 14 a 20 de setembro com desfiles em homenagem a líderes da Revolução Farroupilha. O evento lembra o começo da Revolução Farroupilha que ocorreu em 20 de setembro de 1835, a mais longa revolução do Brasil, que durou quase dez anos e tinha como ideais a liberdade, igualdade e humanidade.

Muitos gaúchos que moram em Paranaguá manifestaram seu amor às tradições de sua terra natal nas redes sociais. A advogada Karina Buchvaitz Rippel ressaltou a importância desse acontecimento cultural.

“A Semana Farroupilha compreende o período do dia 14 a 20 de setembro, quando acontece tradicionalmente o acampamento farroupilha, que é um dos maiores eventos alusivos a nossa cultura, além de uma sequência de outros eventos enaltecendo a cultura gaúcha. Em virtude da pandemia, neste ano, o evento não irá ocorrer, todavia a equipe do movimento de tradições gaúchas estará promovendo atividades na modalidade on-line para que a chama da Semana Farroupilha permaneça acesa em nós, gaúchos espalhados pelo mundo”, explica Karina.

“Só pode falar mal do Rio Grande do Sul quem é gaúcho (risos). Porém é um povo muito acolhedor, esforçado e trabalhador. Temos algumas peculiaridades como expressões: bah, tchê, tri legal, capaz e outros. Na culinária somos conhecidos por fazer o melhor churrasco e, na música, nossas canções gaudérias falam das nossas origens e tradições, costumes e natureza”, ressalta.

Falar da terra natal é remexer no baú de memórias fazendo aguçar a saudade. Para Karina, é difícil estar longe da sua terra, ou como ela mesma destacou, do seu “Pago”. “Quando inicia o mês de setembro, não há um dia sequer que não lembro a Semana Farroupilha. E, apesar de morar em Paranaguá há alguns anos, para mim ainda é estranho trabalhar no dia 20 de setembro, pois se trata de um feriado para os gaúchos em que nos reunimos pela manhã no desfile e, em seguida, nos dirigimos aos CTGs”, finaliza.

Gaúcho de Paranaguá

Ivo Olivar Constantino é gaúcho natural de Guarani das Missões. Mora em Paranaguá há quase 40 anos e nunca se desligou das tradições da terra natal. Ele sempre diz com bom humor que é gaúcho de Paranaguá.

Ivo Olivar é apaixonado pela cultura de seu estado..

Conhecido como Tchê, o churrasqueiro, Ivo é gremista e apaixonado pela cultura de seu Estado. “Trabalho há muito tempo na Elite Carnes, onde fiz centenas de amigos. Em Paranaguá eu exerço um pouco daquilo que aprendi com minhas raízes. Sou churrasqueiro e faço bufê para festas e eventos. Fico muito saudoso no mês de setembro por causa da Semana Farroupilha, que tem o ponto mais alto no dia 20 de setembro com o Dia do Gaúcho, que fortalece nossa bandeira, com a mensagem de liberdade, humildade e igualdade. Minha cultura minhas tradições sempre me acompanharão, como o churrasco, o chimarrão, o Grêmio e gaita gaúcha. Eu sempre digo que sou gaúcho de Paranaguá e mando abraços Tchê”, finaliza.

Orgulho de ser gaúcha

A médica veterinária Elen Soares é natural de Pelotas e mora em Paranaguá há 12 anos. Ela conta que o orgulho gauchesco é uma marca de todos os rio-grandenses.


Ellen Soares ressalta que o gaúcho tem uma cultura muito arraigada e sabe preservar as tradições

“O gaúcho tem uma cultura muito arraigada e sabe preservar as tradições. É um povo que tem muito orgulho de ter nascido no Rio Grande do Sul, e não importa onde esteja, pois tem gaúcho perdido por esse mundo e sempre preserva as suas raízes. Nesse momento, acontece a Semana Farroupilha, é tipo como se fosse aqui a festa de Natal, as pessoas trabalham com as roupas típicas mostrando que têm orgulho do lugar em que nasceram. A música, a dança e a culinária são coisas muito fortes”, ressalta.