Connect with us

Coronavírus

Psicóloga afirma que é possível trabalhar a mente para manter o otimismo

Para especialista, a visão positiva não deve ser imposição de felicidade

Publicado

em

Com a quarentena e o descontentamento de muitas pessoas com relação às incertezas desse período, tem sido comum a criação de grupos de apoio psicológico. Vários profissionais da área se adaptaram a esse momento para que as pessoas conseguissem ter mais otimismo, entender e lidar melhor com as dificuldades provocadas pelo medo da doença e pelo isolamento social. 

A psicóloga Nadia Giacomazzi Silva, da Comissão de Psicologia Clínica do Conselho Regional de Psicologia do Paraná (CRP-PR), afirmou que é possível manter o otimismo na pandemia.

“Em primeiro lugar, é importante lembrar que os dias não são todos iguais. Haverá dias em que a pessoa se sentirá mais otimista outros em que se sentirá menos, isso é natural e faz parte da vida, mas é possível trabalhar a mente para manter o otimismo, por exemplo, mantendo uma rotina parecida com a que já tinha antes, mantendo contato seja por telefone, vídeo ou mensagem com pessoas queridas, fazendo atividades que trazem alegria e, principalmente, lembrando que períodos difíceis sempre aparecem e passam, mas sempre há algo que podemos aproveitar nesses momentos”, disse Nadia.

Visão positiva

Segundo a psicóloga, a visão positiva deve vir como algo que ajuda a ver o lado bom das coisas e não como uma imposição de felicidade.

“Quando olhamos para as coisas boas que temos na vida, sentimos mais energia no nosso dia a dia. Da mesma forma nos apegar a coisas ruins, nos tirar a energia e focar no que está errado não irá fazer com que aquilo melhore, por isso é importante alimentar sempre os sentimentos bons que nós temos”, destacou Nadia.

É importante lembrar que os momentos ruins passam e os bons virão. “Sugiro buscar atividades que nos ajudem a ter bons pensamentos, como, por exemplo, a meditação, porém quando temos pensamentos ruins que persistem, devemos olhar para ele entender o que quer nos dizer, muitas vezes é interessante procurar uma ajuda profissional”, analisou a psicóloga.

Para a profissional, as pessoas estão lidando com a pandemia da melhor forma que podem. “Muitas estão conseguindo se manter positivas, porém outras ficaram mais vulneráveis e isso não é vergonha para ninguém. O ser humano tem a incrível capacidade de evoluir a todo momento, e essa crise tem mostrado muito isso”, concluiu Nadia.