conecte-se conosco

Coronavírus

Prefeitura de Matinhos suspende atendimento presencial por 15 dias

Medida leva em conta o aumento de casos da Covid-19 na cidade

Publicado

em

Na terça-feira, 15, a Prefeitura de Matinhos publicou o Decreto Municipal n.º 549/2021, que informa sobre o atendimento no Paço Municipal, sede da prefeitura. Desde a quarta-feira, 16, qualquer forma de atendimento presencial no Paço Municipal fica suspensa pelo período de 15 dias. A decisão leva em conta o aumento no número de casos de Covid-19 em Matinhos, além da necessidade de adoção de medidas para garantir a proteção da saúde dos servidores.

De acordo com a prefeitura, fica suspenso o atendimento presencial no Paço Municipal e em outras repartições públicas, “exceto as unidades administrativas que prestam serviços considerados essenciais ou cujos atendimentos possam ser previamente agendados pela respectiva pasta”, informou a prefeitura.

Também ficam excluídos do Decreto Municipal n.º 549/2021 todos os departamentos subordinados à Secretaria Municipal de Saúde e da Defesa Social, que irão exercer expediente normal. Nos próximos 15 dias, as pastas e departamentos da administração municipal irão atender somente pelo telefone.

A população poderá entrar em contato: Alvará (41) 3971-6046 e (41) 3971-6136; Arrecadação (41) 3971-6137 e (41) 3971-7002; Assistência Social (41) 3971-6257 e (41) 3971-6258; Comunicação ([email protected]); Controladoria (41) 3971-6018; Defesa Civil (41) 3971-6145; Educação (41) 3971-6155; Finanças (41) 3971-6138; Fiscalização (41) 3971-6015; Gabinete (41) 3971-6010 e (41) 3971-6005; Guarda Municipal (41) 3971-6247; ITBI (41) 3971-6251; Meio Ambiente (41) 3971-6156; Obras (41) 3971-6050 e (41) 3971-6034; Ouvidoria ([email protected]); Planejamento (41) 3971-6147; Procuradoria (41) 3971-6008; Protocolo (41) 3971-6019; Saúde (41) 3971-6032 e (41) 3971-6131; Turismo (41) 3971.6134 e [email protected]

Título de Eleitor para Vacinação

Nesta semana, a Prefeitura de Matinhos começou a exigir título de eleitor para que moradores se vacinem contra a Covid-19. O secretário municipal de Saúde, Paulo Henrique de Oliveira, explicou o motivo de se exigir a apresentação do título eleitoral para a vacinação contra a Covid-19. “Nessa fase inicial, somente as pessoas que comprovarem domicílio eleitoral aqui em Matinhos é que podem receber a dose disponibilizada para pessoas acima de 35 anos”, disse o secretário.

De acordo com o secretário municipal de Saúde, a decisão foi tomada em virtude do grande número de tentativas de moradores de Curitiba, que possuem imóveis em Matinhos, se vacinar na cidade. Na capital paranaense, a idade mínima para a imunização está em 53 anos. Oliveira explicou que neste momento, a intenção é priorizar as pessoas que moram em Matinhos, para elevar o índice de vacinados.

“Na terça-feira, 15, a imunização aconteceu apenas na Arena Vicente Gurski e somente na modalidade drive-thru. A medida tem o objetivo de agilizar a vacinação. Ninguém será proibido de tomar a dose, é que apenas se criou uma priorização para ser atingida uma maior agilidade no processo de imunização contra a Covid-19”, relatou o secretário.

Paulo Henrique Oliveira ainda afirmou que já conversou com a 1.ª Regional de Saúde (1.ª RS) e que existe a previsão de um novo carregamento de doses de vacinas para ser encaminhado a Matinhos nesta semana.

Não serão mais aceitos comprovantes de endereço, será obrigatório comprovar o domicílio eleitoral, com a apresentação do título de eleitor, físico ou digital. “Esta decisão foi tomada pela coordenação de imunização para garantir que as doses sejam priorizadas para moradores da cidade de Matinhos. A versão digital do Título de Eleitor pode ser acessada pelo aplicativo da Justiça Eleitoral”, concluiu a prefeitura.

Em alta