Connect with us

Coronavírus

Morretes vacinou 5.234 pessoas com a primeira dose e 1.716 com a segunda dose

Município solicita ao Ministério da Saúde lotes adicionais de vacinas

Publicado

em

Na tarde da quinta-feira, 17, a Prefeitura de Morretes divulgou dados do “Vacinômetro” contra a Covid-19, apontando que, até o momento, foram aplicadas 7.040 vacinas no município, entre elas 5.324 foram destinadas a primeira dose da população e 1.716 para a segunda dose. Além disso, o município requisitou ao Ministério da Saúde (MS) na última terça-feira, 15, doses extras de imunizantes contra o Coronavírus, afirmando que os dados de usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) estão defasados, pedindo também que a imunização ocorra de forma mais avançada pelo potencial turístico da cidade que atrai milhares de turistas e tem sua economia vinculada a este tipo de atividade.

Segundo o município, 32,3¨% da população de Morretes foi imunizada com a primeira dose da vacina contra o Coronavírus, não informando a porcentagem de quantos moradores receberam a segunda dose no último informe feito nas redes sociais. 

Mais vacinas

A prefeitura informou que solicitou ao Ministério da Saúde lotes adicionais de imunizantes contra a Covid-19. “A justificativa para a solicitação é de que a base de dados do SUS no município sofreu com a defasagem de informações ao longo dos anos, resultando na redução do número de pessoas com comorbidades cadastradas, bem como o número estimado de população do Município que integraria os demais grupos prioritários”, informa.

“Por essa razão, a solicitação visa alterar o critério de contagem do número de vacinas encaminhadas ao Município para que seja baseado na estimativa total de população, calculada pelo IBGE”, destaca a assessoria.

Além disso, a prefeitura afirma que o potencial turístico de Morretes reforça a necessidade de mais doses e aceleração da vacinação. “Morretes é a terceira cidade mais visitada do Paraná, recebendo inúmeros turistas aos finais de semana e feriados, sendo o turismo a principal indústria do município e propulsor do desenvolvimento local”, complementa.

O requerimento assinado pelo prefeito Sebastião Brindarolli Júnior foi corroborado pelo Senador da República, Flávio Arns. “A intenção do prefeito, com a qual todos concordam, é a de promover a maior cobertura vacinal possível de seus munícipes, em face da atual escassez de imunizantes”, informa o documento. 

Resposta da 1.ª RS

Após a solicitação de mais doses ao MS, a 1.ª Regional de Saúde (1.ª RS) de Paranaguá da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), por meio do seu diretor, José Carlos Silva de Abreu, se manifestou  sobre o pedido feito pela Prefeitura de Morretes. “As vacinas vêm sendo aplicadas conforme as diretrizes do Programa Nacional de Imunização, cabendo ao Ministério da Saúde a aquisição e distribuição aos Estados que as redistribui aos municípios para aplicação seguindo as diretrizes estabelecidas pelo Plano Estadual de Imunização (PNI)”, informou ele em ofício à Prefeitura. 

Segundo Abreu, “diferente do que tradicionalmente ocorre na distribuição das vacinas, feita com base populacional para Estados e Municípios, na pandemia por Covid 19 foram adotados critérios de risco, com o estabelecimento de grupos prioritários. Isso é devido essencialmente à escassez de vacinas, fato amplamente criticado pela imprensa nacional”, detalha. 

Segundo o que o município comenta sobre o ofício da 1.ª RS, “a medida adotada vem ocasionando desequilíbrio na oferta de vacina, razão pela qual a população de algumas cidades demonstra descontentamento com os critérios adotados para a distribuição das doses aos Municípios”, destaca. “A disparidade provocada no plano de imunização entre os Municípios do Litoral vem ocasionando dúvidas na população e gerando questionamentos quanto à adequada aplicação das doses recebidas pelos Municípios”, complementa.

A 1.ª RS afirma na nota que Morretes está sofrendo com os impactos da falta de cadastro prévio de pacientes com comorbidades em gestões anteriores, com um registro de apenas 1285 pacientes, enquanto em Antonina este número é de 4323. Outro item é que Morretes não foi contemplada para vacinação de portuários e ribeirinhos, enquanto Antonina foi e recebeu 3 mil doses da vacina. “Somente nestes dois exemplos é possível verificar que estes critérios aportaram aproximadamente mais 6000 doses em Antonina comparativamente a Morretes, permitindo um maior avanço naquele município da vacinação. Esta mesma situação também ocorreu em Guaraqueçaba e Paranaguá, que os diferenciou da maioria dos municípios do litoral”, comenta.

“O indicativo da qualidade da gestão municipal neste momento está dado pela capacidade mobilizadora do município em utilizar suas equipes e aplicar imediatamente as doses disponibilizadas com qualidade e segurança, o que se tem observado em todos os municípios do Paraná, com destaque para o município de Morretes que segundo os dados oficiais do Ministérios da Saúde, disponíveis no site Localiza SUS, aplicou até esta segunda feira 99,02% das doses recebidas”, finaliza Abreu.

Foto: Prefeitura de Morretes

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.